Igreja

Promessa cumprida

          

“Olhem para o sol” gritou a Lúcia. Era o dia 13 de Outubro de 1917. As aparições já não eram privadas”. Muito se passou com a resistência de alguns, familiares, eclesiásticos, face às declarações tímidas dos Pastorinhas. A Senhora havia dito, na quinta aparição, que “faria o milagre para que todos acreditassem”. Milagre foi a palavra pronunciada pela Virgem. E um mês depois, perante a multidão, cumpriu-se. O céu abriu-se, abandonou o seu negrume, o sol irrompeu e rodou como disco prateado em roda de fogo. Parecia por mais de uma vez que iria cair sobre a terra deixando uma áurea de arco-íris. Depois, os seus bordos tornaram-se escarlates e deslizou do céu, como um redemoinho, espargindo chamas vermelhas de fogo. Essa luz reflectia-se no solo, nas árvores, nas próprias faces das pessoas e nas roupas, tomando tonalidades brilhantes e diferentes cores.”


Lúcia experimentava o que muitos santos viveram: o êxtase, e a princípio nem tinha reparado no girar vertiginoso do Sol. Mas despertou e viu. E descreve: Vimos, ao lado do Sol, S. ...

A sua assinatura expirou, ou não está autenticado com o seu login e password!
Clique para escolher uma assinatura; ou no caso de já ter uma assinatura por favor autentique-se com o seu login e password.


Comentários

Comentar esta notícia

Nome

Email

Comentário


Verificação de palavras
Escreva os caracteres que vê abaixo
QUA33


    

Ainda ninguém comentou esta notícia!