Desporto

Pensamento desportivo

Jogos de cartas não resolvem crises

          

Chegou ao fim a era Rui Vitória e começou a era de não sabemos bem quem. Por agora é a era Bruno Lage, mas não sabemos se o será por muito mais tempo. Tudo aponta que sim, no entanto. Vou, contudo, falar um pouco sobre todo este acontecimento que ditou a rescisão do contrato de trabalho do agora ex-técnico encarnado, analisando ainda o papel de Luís Filipe Vieira nesta situação. Ora comecemos:
PONTO 1: Rui Vitória é afastado do cargo. DECISÃO COR­RETA do presidente encarnado, apesar deste ter re­velado que a vontade partiu do treinador;
PONTO 2: Rui Vitória é afastado do cargo nesta altura. DECISÃO TOTALMENTE ERRADA de Luís Filipe Vi­ei­ra. O timing da saída é péssimo, numa altura em que o Benfica se prepara para enfrentar um ciclo infernal no seu calendário com jogos de elevado grau de dificuldade. A saída tinha que ter acontecido depois do desastre de Munique, como ia acontecer se as famosas luzes não tivessem feito das suas.


PONTO 3: O Benfica atravessa uma das maiores crises da última década e a primeira reação do líder máximo do clube é... ir a um programa de televisão jogar às cartas com a apresenta ...

A sua assinatura expirou, ou não está autenticado com o seu login e password!
Clique para escolher uma assinatura; ou no caso de já ter uma assinatura por favor autentique-se com o seu login e password.


Comentários

Comentar esta notícia

Nome

Email

Comentário


Verificação de palavras
Escreva os caracteres que vê abaixo
9PHA5


    

Ainda ninguém comentou esta notícia!