Diversos

Cabeceiras de Basto investe 2 ME no mosteiro beneditino

          

O Mosteiro de S. Miguel de Rejofos de Cabeceiras de Basto, único dos 29 mosteiros beneditinos de Portugal construído de raiz segundo os cânones da arte barroca, vai ser submetido a obras de beneficiação de mais de mi­lhão e meio de euros.
A Câmara de Cabeceiras de Basto vai investir, até Julho de 2019, mais de 1,6 milhões de euros em obras de recu­pe­ração e beneficiação do Mosteiro de S. Miguel de Re­fojos. Paralelamente serão investidos 380 mil euros num pro­­grama de promoção do mosteiro, que contempla um to­tal de 23 iniciativas, entre as quais a Bienal Internacional de Flauta Transversal, que terá como comissária Adria­na Ferreira, uma flautista natural de Cabeceiras de Basto que actualmente integra a Orquestra de Santa Ce­cília, de Roma.


Resultado de uma candidatura ao Portugal 2020, o in­vestimento tem por objectivo valorizar e divulgar o Mos­teiro de S. Miguel de Refojos, que a Câmara quer ver clas­sificado como ...

A sua assinatura expirou, ou não está autenticado com o seu login e password!
Clique para escolher uma assinatura; ou no caso de já ter uma assinatura por favor autentique-se com o seu login e password.


Comentários

Comentar esta notícia

Nome

Email

Comentário


Verificação de palavras
Escreva os caracteres que vê abaixo
3TJVX


    

Ainda ninguém comentou esta notícia!