Diversos

Aniversário da Santa Casa de Misericórdia

Provedor questiona a razão destes eventos

          
Aniversário da Santa Casa de Misericórdia

Em Dia de Portugal, Dia de Camões e Dia das Comu­ni­dades, (até à Revolução dos Cravos, denominado Dia de Camões, de Portugal e da Raça, em memória da da­ta da morte de Luís Vaz de Camões em 1580) a Santa Casa de Misericórdia co­me­morou o seu 93º aniversário e o 38º ano da va­lência do Lar Nossa Se­nho­ra da Conceição.
As comemorações iniciaram-se com uma Eucaristia de acção de graças, pela Vi­da e Obra daquela institui­ção, presidida pelo P.e Luís Já­­­come, que substituiu o ca­pe­lão, P.e Nuno Campos, impedido por outros trabalhos pas­­to­rais na sua paróquia, e foi solenizada com a par­ti­ci­pa­ção do coro musical do grupo de escuteiros do Mosteiro. Ao ofer­tório um grupo de residentes e utentes do Lar e do Jardim de Infância levou ao altar ofertas simbólicas e alu­­sivas à vida daquela comunidade e dos serviços presta­dos aos an­ciãos e às crianças. Após a Eucaristia, foi o tempo de convívio entre todos os mem­bros da Mesa Administrativa e de mais órgãos so­­ciais da Santa Casa, com os funcionários, utentes resi­den­tes e vo­luntariado, na sala refeitório onde decorreu o al­moço de aniversário.


Alfredo Ramalho, Provedor da Santa Casa, num breve dis­­­­curso, agradeceu a quantos trabalham e têm trabalhado na Instituição, permitindo que estas comemorações se re­pi­­tam, há ...

A sua assinatura expirou, ou não está autenticado com o seu login e password!
Clique para escolher uma assinatura; ou no caso de já ter uma assinatura por favor autentique-se com o seu login e password.


Comentários

Comentar esta notícia

Nome

Email

Comentário


Verificação de palavras
Escreva os caracteres que vê abaixo
AIIYT


    

Ainda ninguém comentou esta notícia!