Diversos

Mais de 22.000 empresas fechadas de Janeiro a Outubro/18

          
Mais de 22.000 empresas fechadas de Janeiro a Outubro/18

Até Outubro encerraram 22.166 empresas, praticamente o dobro, em relação ao ano passado, com o sector dos ser­viços, do comércio e da construção liderarem o ranking dos encerramentos.
A que se deve, este aumento extraordinário no fecho de empresas, quando tanto se propala o renas­ci­mento da economia e crescimento do emprego? A crise dos últimos anos, cujos efeitos persistem, a criação de novas em­presas muito acima do crescimento da economia, as no­vas facilidades da concessão de empréstimos sem ga­ran­tia de condições de sobrevivência, as questões mera­me­n­te administrativas, já que o Estado parece estar a pres­tar mais atenção às regras que ditam que em­pre­sas sem ati­vidade devem ser dissolvidas, poderão ajudar a explicar esta crise que subsiste.


Dos 22 mil encerramentos, mais de mil são do setor imo­biliário e Luís Lima, presidente da Associação dos Pro­fiss­ionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal justifica-o ...

A sua assinatura expirou, ou não está autenticado!
Escolha agora uma assinatura; ou se é assinante, autentique-se para ler artigo completo.

Comentários

  Comentar artigo

Nome

Email

Comentário