Diversos

“Histórias que contam…”

          

Acabo de ler, na última edição do JV, que, recentemente, Vieira do Minho perdeu al­­guém que durante a sua vi­da marcou de forma indelével o despertar e o pulsar do de­­sen­volvimento desta concha aninhada aos pés da Ca­brei­ra, nomeadamente a nível educacional e cultural.
Falo-vos da Dr.ª Maria Jú­lia Simas Santos, cujo nome aprendi a ler na placa que en­ci­mava aquela porta interior, no antigo edifício da velhinha Far­mácia Freitas, e que a de­si­­gnava como directora-técnica.


Recordo também as muitas ve­zes que, ainda criança, fui consultado pelo seu mari­do, o ilustre e benemérito Doutor Simas Santos, que, sen­do açoriano, adoptou Vi­ei­­­ra co­mo a su ...

A sua assinatura expirou, ou não está autenticado!
Escolha agora uma assinatura; ou se é assinante, autentique-se para ler artigo completo.

Comentários

  Comentar artigo

Nome

Email

Comentário