Diversos

A evolução da COVID-19 em Portugal

Vieira do Minho: uma morte, dois infectados e quinze testes realizados

          
A evolução da COVID-19 em Portugal

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou a 1 de Abril a existência de 187 mortes e 8.251 casos de Covid-19 em Portugal.
O número de óbitos subiu, em 24 horas de 160 pa­ra 187 um aumento de 16,8% em relação ao último balanço da DGS, enquanto o número de in­fectados aumentou de 7.443 para, 8.251 mais 808 em relação ao dia anterior, o que representa um aumento de 10,8%.
No Relatório de Situação divulgado n0 primeiro dia de Abril, há, desde 1 de Janeiro, um total de 59.457 casos suspeitos, dos quais 4.957 aguardam os resultados das análises e 30.033 testes que deram negativo.


O total de doentes internados é de 726, estando 230 em Unidades de Cuidados Intensivos.
A região Norte continua a ser a mais afetada, com 4.910 casos e 95 mortes. Segue-se Lisboa e Vale do Tejo, com 1.998 casos e 38 óbitos. A região Centro regista 1.043 casos e 52 mortes, o Algarve 147 casos e 2 mortos, o Alentejo 54 casos, os Açores 52 casos e a Madeira 48 casos.
Vieira do Minho, segundo os dados oficiais, contava, na mesma data, uma morte causada pelo coronavírus, dois infe­cta­dos e seis suspeitos. Quan­­­to à vítima, segundo informações locais a que JV teve acesso, não teria sido infectada em Vieira do Mi­nho, mas no hospital on­de estava internada. A falta de sintomas de Co­vid-19 nas pessoas que tiveram contacto com estes infe­ctados, não permitiu a realização de testes, já que as pessoas tem de estar previamente referen­cia­das pelo Serviço Nacio­nal de Saúde e este só emite “cre­dencial de teste” perante sintomas evidentes do novo vírus. Para além dos 6 suspeitos, até 31 de Março, em Vieira do Mi­nho foram realizados cerca de 15 testes de covid-19. Nos vários lares onde sur­giram as primeiras vítimas, a escassez da capacidade de testes de diagnóstico, tem preocupado os responsáveis destas instituições.

Casos confirmados:
. 44 meninos e 50 meninas com menos de 10 anos;
.184 jovens entre os 10 e os 19 anos;
.318 homens e 437 mulheres entre os 20 e 29 anos;
.505 homens e 610 mulheres entre os 30 e 39 anos;
.585 homens e 798 mulheres entre 40 e os 49 anos;
.573 homens e 773 mulheres entre os 50 e os 59 anos;
.515 homens e 513 mulheres entre os 60 e 69 anos;
.416 homens e 342 mulheres entre os 70 e os 79;
318 homens e 462 mulheres casos com mais de 80 anos.
2020-04-02


Comentários

  Comentar artigo

Nome

Email

Comentário