Diversos

Cidadãos não precisam de sair de casa para marcar a vacinação

          

O coordenador da task force, Francisco Ramos, comunica que as pessoas que normalmente não utilizam os centros de saúde terão acesso a uma declaração eletrónica pas­sada por um médico a atestar que têm doenças prioritárias e que devem ser vacina­das, “funciona como uma receita médica”, pelo que não têm necessidade de sair de casa para marcar a vacinação.


Francisco Ramos diz que o mês de Fevereiro vai ilustrar um ponto de viragem de a vacinação ser realizada num circuito fechado -  os profissionais de saúde no seu local de trabalho, ...

A sua assinatura expirou, ou não está autenticado!
Escolha agora uma assinatura; ou se é assinante, autentique-se para ler artigo completo.

Comentários

  Comentar artigo

Nome

Email

Comentário