Do Cávado ao Ave

PARADA DE BOURO

Espectáculo de magia animou aniversário da Associação Cultural e Recreativa

          
PARADA DE BOURO

No dia 21 de Dezembro, cerca de sessenta sócios não faltaram à “Ceia da nossa ter­ra”, promovida pela As­so­­ciação Cultural e Recreativa. A tradição de comemorar o aniversário (37º) já tem muitos anos e continua a cumprir-se com o objectivo de promover o convívio entre os associados da cole­cti­vidade mais antiga da freguesia. O corte da energia elétrica não demoveu os jovens da actual direcção na prepararação dum espectáculo que agradou a todos. Desde o jantar com sobremesas típicas do Natal até ao show “Palinhas”, tomaram a atenção do público, que não perdeu nenhum truque. Além de atento para não perder nenhum detalhe, o público pode participar em várias actuações em que o mágico solicitou auxílio.


O espectáculo terminou com o cantar dos parabéns e corte do bolo do 37º aniversário, tendo na ocasião o presidente da direcção, Pe­dro Silva, agradecido aos só­cios “que marcam presença nos eventos da Associação, à minha equipa e seus familiares na confecção destas”. Justificou o adiamento das comemorações com o aproximar do Natal, ocasião que muitos emigrantes aproveitam pa­ra visitar a sua terra.

Reparação da Escola Primária vai avançar
A Assembleia de Freguesia reunida no domingo, 15 de Dezembro, aprovou, por una­nimidade, o orçamento de 67 mil euros e plano plu­ria­nual de investimentos para 2020.
A sessão presidida por San­drina Matos, secretaria­da por Carlos Martins, contou ainda com Firmino Rocha Cátia Xavier e Jorge Pei­­xoto.
Sem variações significativas de anos anteriores, quan­­­to à receita a Junta de Freguesia está a contar com o Fundo Financiamento das Freguesias (FFF) e a Câ­­ma­ra Municipal de Viei­ra do Mi­­nho transferiram uma verba a rondar os 50 mil eu­ros. A despesa com os membros do Executivo, mem­bros da Assembleia e pessoal dos quadros absorvem metade dessa verba, enquanto a aquisição de bens serviços tem uma verba destinada a rondar os 35 mil euros.
Relativamente aos inves­ti­­mentos, a reparação da Es­cola Primária e a rua do Tamanqueiro, que persista nos documentos, são aquelas que mais verba a Câmara terá de desembolsar. A obra na Escola está previsto começar, em breve, e na rua do Tamanqueiro, serão os trabalhadores da Autar­quia a concretizá-la já que os orçamentos apresentados por dois empreiteiros apresentam valores sobre­va­lo­ri­zados. Para a construção de um muro na rua do Bu­zinho estão destinados 1250 euros.
A ponte do Boco foi e é um as­sunto incontornável, com os membros da As­sem­bleia a questionar o Executivo so­bre o levantamento topo­grá­­fico e para quando o início das obras. Também as re­­­­centes derrocadas no lugar de Pandoses foi alvo de in­­tervenções na ses­são que não teve inter­ven­ção do público.
2019-12-27


Comentários

  Comentar artigo

Nome

Email

Comentário