Do Cávado ao Ave

CANIÇADA

Confinados em dia de finados

          

Esta é a realidade em que es­tamos, imposta pela nova “normalidade” ditada pelo re­crudescimento do surto pan­démico da Covid-19, ve­ri­fi­cado nas últimas semanas: em dia de finados, e não só, estamos confinados ao concelho de residência e impossibilitados dele sair pa­ra vi­sitar os nossos entes queri­dos que já partiram. De 30 de Ou­tubro às 6 horas do dia 3 de N­ovem­bro, por despacho do Governo, só os coveiros e outros funcionários dos ce­mi­térios, devidamente autorizados pelos seus chefes, po­de­rão deslocar-se, em tra­balho, pa­ra cemitérios lo­calizados fora do con­ce­lho da sua residência.


Também os residentes, que não precisem de sair do seu concelho para visitar os ce­mitérios, têm este ano, no­vas limitações impostas de direcção-geral de Saúde e re­gu­lamentadas p ...

A sua assinatura expirou, ou não está autenticado!
Escolha agora uma assinatura; ou se é assinante, autentique-se para ler artigo completo.

Comentários

  Comentar artigo

Nome

Email

Comentário