Editorial

Ando pela igreja ou sou Igreja?

          

A superficialidade há muito se instalou na nossa ma­nei­ra de ser e proceder.
Julgamos e avaliamos pe­lo que observamos sem o cuidado de nos determos no “porquê e para quê”. Con­­formamo-nos, se isso nos evita qualquer choque ou problema com os outros. Esta passividade empobrece-nos espiritualmente e atrofia a capacidade de sermos comunidade.
Porque faço isto e não aquilo? – É uma boa per­gun­ta a levar a exame de cons­ciência.
Vamos entrar num Ano Mis­sionário, que nos pode con­vi­dar ao aprofundar sério da nossa situação atual. “Ando pela igreja, porque até vou à missa ao domingo, vou lá rezar o terço no mês de Maria, das Almas ou de S. José, confesso-me uma vez por ano…”! Penso que ter este preceituário em dia vale o certificado de “bom cristão”?


Só uma festa, uma peregrinação, um passeio com qualquer motivo religioso, con­segue uma pausa alter­na­­tiva na rotina de muitos dos nossos amigos. São só boas pessoas que andam pe ...

A sua assinatura expirou, ou não está autenticado com o seu login e password!
Clique para escolher uma assinatura; ou no caso de já ter uma assinatura por favor autentique-se com o seu login e password.


Comentários

Comentar esta notícia

Nome

Email

Comentário


Verificação de palavras
Escreva os caracteres que vê abaixo
OS4SH


    

Ainda ninguém comentou esta notícia!