Editorial

Confiança em crise

          

Tem-se acentuado uma desconfiança que fragiliza as relações pessoais, institucionais, de grupos…e assim temos vindo a esquecer a conjugação do verbo “confiar”.
Em quem confio? – Uma boa pergunta para muitas horas de reflexão, para muitas mesas redondas, muitas tertúlias em lugares tranquilos e frescos, no verão que se aproxima.
Os nossos critérios, os valores que nos norteiam, servem de norma para escolher quem merece confiança. Mas serão eles válidos?


Quantos deseducadores se apresentam como os donos e senhores da verdade! Quando alguém apresenta uma opinião, emite um juízo, faz uma crítica e se fecha de imediato a qualquer cont ...

A sua assinatura expirou, ou não está autenticado!
Escolha agora uma assinatura; ou se é assinante, autentique-se para ler artigo completo.

Comentários

  Comentar artigo

Nome

Email

Comentário