Editorial

Num mundo carente de Esperança

          

Está mais que provado: vivemos numa época de horizontes estreitos e curtos onde só se avista o útil imediato. E se algo se arrecada, é para se esbanjar no culto dum individualismo de prazer e euforia, mesmo antevendo a desolação de se vir experimentar logo a seguir, a frustração de ficar de “mãos vazias”.
O Plano Pastoral da Arquidiocese convida-nos a “Levantar-se e semear Esperança”. Não sairei da análise desta frase inicial.


Levantar, pressupõe que nem todos se encontram nesta posição. Na realidade podemos estar comodamente deitados, num estado de coma espiritual, insensíveis ou indiferentes à própria ...

A sua assinatura expirou, ou não está autenticado!
Escolha agora uma assinatura; ou se é assinante, autentique-se para ler artigo completo.

Comentários

  Comentar artigo

Nome

Email

Comentário