Entrevistas

O “Águas”, bombeiro para todo o serviço

          
O “Águas”, bombeiro para todo o serviço

António José Matos da Mota, mais conhecido por “O Águas” é uma fi­gu­ra típica vi­ei­rense. Quase a completar 77 anos de idade tem orgulho em mostrar as suas oito me­dalhas conquistadas nos Bombeiros Voluntários de Vi­eira do Minho. Então o Cra­chá de Ouro, distinção ho­norífica por assiduidade revelada por um serviço (35 anos) efectivo com exemplar comportamento e dedi­ca­ção é o que mais se destaca no lado esquerdo do dól­men. A pé ou à boleia quase todos os dias vai ao Quartel falar com os soldados, Comandante e com a “escriturária” Maria José.” “Já não é como antigamente, mas te­­nho uma amizade louca pe­los bombeiros”.
Foi “batizado” por Águas quando no campo das sardi­nhas, no centro da Vila, dis­putava um jogo de futebol marcou um golo ao Ge­rês. An­tónio Monteiro, ben­fi­quista de quatro costados, ao ver o andar gingão e aquele golpe de cabeça cer­tei­­­ro, logo gritou: Temos aqui o Águas”.


Começou a trabalhar aos 8 anos de idade na loja (A ba­rateia) do seu pai e frequentava a escola Primária, tendo como colega de car­tei­­ra o Padre João La­mei­ras. “Em contas eu er ...

A sua assinatura expirou, ou não está autenticado!
Escolha agora uma assinatura; ou se é assinante, autentique-se para ler artigo completo.

Comentários

  Comentar artigo

Nome

Email

Comentário