Igreja

Peregrinação arciprestal à Srª da Fé levou milhares de fieis ao Monte Santa Cecília

          
Peregrinação arciprestal à Srª da Fé levou milhares de fieis ao Monte Santa Cecília

No último domingo de Maio centenas de pessoas de todas as paróquias do Arciprestado de Vieira do Minho subiram ao Monte de Santa Cecília, em Cantelães, na pe­re­grinação anual à Senhora da Fé. À chegada à Cruz Alta, por volta das 11 horas, o andor de Nossa Srª da Fé que saiu da igreja de Vi­eira do Minho às 9h30 foi recebido com aplausos por todos os peregrinos já concentrados para a Eucaristia presidida pelo cónego Valdemar Gonçalves, vigá­rio-geral da Arquidiocese de Braga.
Na homilia o representante do Arcebispo Primaz, em cer­ca de dez minutos lembrou que estas peregrinações são um verdadeiro espírito religioso, uma verdadeira identi­dade de um povo num local tão bonito onde se respira a Fé.


Lembrou ainda que “há ataques cerrados à Igreja e à família e seus princípios básicos que são estru­tu­rantes da sociedade em que vivemos e para contrariar o que está a acontecer nos dias de hoje”. O cónego Valdemar Gon­çalves recordou o programa Pastoral da Diocese “Ser Esperança” para apelar aos fieis à vivência e afirmação da Fé.
Como é seu hábito o Cónego terminou a homilia com um soneto da sua autoria:
“Nasceu comigo a devoção à Virgem
É junto dela que me sinto bem
Não renego jamais a minha origem
Que enxerta na Senhora Minha Mãe”.
Antes de terminar a Eucaristia solenizada pelo coro diri­gido pelo maestro José Teixeira Marques, muitos peregrinos que fizeram a caminhada descalços, ofereceram ramos de flores a Nossa Senhora da Fé.
O padre Albano Costa, que pela primeira vez, como arci­pres­te, subiu a pé ao monte de Santa Cecília, agradeceu a to­dos aqueles que colaboraram nesta peregrinação: Cónego Valdemar, Confraria da Senhora da Fé, GNR, Es­cuteiros, Im­pren­sa e Rádio Alto Ave que transmitiu as ce­ri­mónias religiosas.
A Eucaristia terminou com a Consagração a Nossa Se­nho­ra, a Virgem Imaculada que há 260 anos escolheu o alto do monte de Santa Cecília para nele estabelecer um cen­tro de devoção e piedade, donde abençoa o nosso Portugal. Seguiu-se a procissão da Cruz Alta até à capela da Senhora da Fé, com o Santo Lenho sob o Pálio paroquial, andor da Senhora da Fé e seus numerosos devotos, tendo as Bandas Filarmónicas de Vilarchão e de Vieira do Minho marcado o ritmo da procissão.
Junto à capela o Cónego Valdemar abençoou os romeiros com a Cruz do Santo Lenho tendo os escuteiros feito a despedida agitando os lenços e cantando “chegou a hora do adeus”.
Da parte da tarde as duas bandas proporcionaram um bri­lhante concerto num dia de eleições para o Parlamento Europeu.
Texto e Fotos: Zé Maria
2019-05-29


Comentários

  Comentar artigo

Nome

Email

Comentário