Igreja

Não há amor maior

          
Não há amor maior

O P. Giuseppe Berardelli, de 72 anos, é descrito pelos seus amigos, pelo “seu” presidente do município, como um homem de coração. Apesar de ter testado positivo para o coronavírus, e com evidentes dificuldades respiratórias, há alguns dias, decidiu sacrificar a sua vida por uma outra pessoa com o mesmo problema.


Renunciou ao ventilador, que a sua comunidade paroquial tinha adquirido para ele, para que pudesse ser destinado a alguém mais jovem. Alguns chamam-no o novo S. Maximiliano Kolbe, ...

A sua assinatura expirou, ou não está autenticado!
Escolha agora uma assinatura; ou se é assinante, autentique-se para ler artigo completo.

Comentários

  Comentar artigo

Nome

Email

Comentário