Igreja

Palavra e Vida

          

Ao entrarmos no “Tempo Comum” a Liturgia leva-nos a refletir sobre a nossa vocação. Tendo ainda bem pre­sen­te a celebração do Natal, o Mistério da Encarnação, fa­cilmente nos apercebemos que assim como a vida do Me­nino, deitado nas palhas duma manjedoura, tinha um sentido, uma razão profunda – a salvação da humanidade, a nossa vida tem um desígnio divino, que devemos pro­curar conhecer e seguir, com toda a liberdade do co­ração, para sermos felizes.


Ao traçarmos o campo onde ordenamos as nossas ações: no matrimónio ou no celibato, é nessas circunstân­cias que vamos “lendo” a curto prazo o que devemos fa­zer para melhorar a vid ...

A sua assinatura expirou, ou não está autenticado!
Escolha agora uma assinatura; ou se é assinante, autentique-se para ler artigo completo.

Comentários

  Comentar artigo

Nome

Email

Comentário