Igreja

Tentando compreender

          

Há poucos anos uma família de emigrantes portugueses naturais de Vieira do Minho vivia na Suíça. A filha mais velha, portadora de trissomia 21, revelava um atraso mental de dois anos, o que não obstou a frequência da catequese, que a preparou para a primeira comunhão.


O pai, consciente das limitações da criança, opôs-se, jus­tificando não ver na menina a maturidade necessária pa­ra compreender o que ia fazer. Este pai que não foi além da 4ª clas ...

A sua assinatura expirou, ou não está autenticado!
Escolha agora uma assinatura; ou se é assinante, autentique-se para ler artigo completo.

Comentários

  Comentar artigo

Nome

Email

Comentário