Igreja

Palavra e Vida

          

A Liturgia da Palavra do XXVII Domingo do Tempo Comum, condensa-nos uma pedagogia do amor.
Desde a criação, Deus apresenta-nos o amor na dimensão da complementaridade do homem com a mulher. Dois seres diferentes que se tornam um, na vontade de transmitir vida. O capítulo segundo, do Livro do Génesis, merece ser rezado. Conhecer a vontade de Deus, descobrir o caminho de felicidade que Deus quer oferecer a jovens casais (rapaz e rapariga), que decidem unir as suas vidas pelo sacramento do matrimónio, só é possível através do que Ele ensinou, e nos transmitiu pela Palavra.
Deus é um “romântico” e quer que nós, Seus filhos, o sejamos também. Ser um só, no querer, no pensar, no sonhar… depois de deixar para trás tudo o mais que não é essencial ao amor, é-nos proposto na primeira Leitura deste Domingo.


A família biológica a que o matrimónio dá origem, ajuda-nos a compreender a família sobrenatural que Jesus, Filho de Deus, fundou para nós. Na realidade tornou-Se nosso irmão ao sa ...

A sua assinatura expirou, ou não está autenticado!
Escolha agora uma assinatura; ou se é assinante, autentique-se para ler artigo completo.

Comentários

  Comentar artigo

Nome

Email

Comentário