Igreja

Cardeal António Marto

Na Igreja portuguesa há uma “resistência passiva” ao Sínodo

          
Cardeal António Marto

“Sinto que há entusiasmo, mas também uma tendência de resistência passiva, não ideológica”, na Igreja Católica em Portugal, em relação ao Sínodo que o Papa Francisco convocou e cujo pro­cesso foi iniciado no sábado passado, em Roma, com uma ses­são de testemunhos e debates. Uma iniciativa “de grande relevância pela novi­dade que o Papa Francisco introduz”, com ela, na dinâmica dos sínodos.


A ideia foi afirmada pelo cardeal António Marto, bispo de Leiria-Fátima que, na conferência de imprensa que marcou o início da peregrinação de 12-13 de Outubro, em Fátima, explicou ...

A sua assinatura expirou, ou não está autenticado!
Escolha agora uma assinatura; ou se é assinante, autentique-se para ler artigo completo.

Comentários

  Comentar artigo

Nome

Email

Comentário