Reportagem

Bombeiros Voluntários de Vieira comemoram 80º aniversário

          
Bombeiros Voluntários de Vieira comemoram 80º aniversário

A quinze dias do 80º aniversário da Asso­cia­ção Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vieira do Mi­nho, encontra-se sem di­rec­ção. O processo eleitoral pa­ra o triénio 2020/2022, desenca­dea­do em Dezembro último, não teve qualquer candidatura, pe­lo que continua em funções a direcção presidida por Padre Al­bi­no Carneiro.


O Jornal de Vieira quis saber do programa do aniversário e apro­veitou para saber o ponto da situação do processo eleitoral. “Co­mo sabe cabe à Mesa da As­sem­bleia Geral desencadear no­va data para convocar eleições. Está o presidente da Assembleia Geral, Fer­nan­do Freitas, incumbido pelos estatutos a tratar do assunto”, disse Albino Carneiro.
Houve quem recuasse nu­ma possível candidatura por­que a Associação apresenta uma dívida assombrosa? “Da possível candidatura há três anos atrás tive conhecimento que houve mo­vi­mentação para tal. Até porque houve pessoas con­ta­­ctadas que vieram falar co­migo. Agora, nesta data não tive conhecimento que alguém quisesse avançar, o que me estra­nhou. Quanto à dívida todos sabem que a a Associação nunca nos últimos 20 anos nadou em dinheiro, ou seja sempre passou por dificuldades. Já diz o ditado que a formiga junta no Verão para o Inverno. A Associação tem um compromisso bancário de 200 mil euros de empréstimo médio/longo prazo. Contudo, a Associação é credora de 212 mil euros da venda, permuta do antigo terreno do Quartel dos Bombeiros.
Para além de débitos a alguns fornecedores e dire­to­res, a gestão diária dos 67 bombeiros da corporação, dos quais 26 assalariados (5 EIPs pagos pela ANEPC mais Câmara Municipal) o custo anual ronda os 350 mil euros, com subsídios na or­dem dos 245 mil euros. A isto acrescentamos gastos com aquisição e manutenção do parque de viaturas e outros como gasóleo, cerca 5 mil euros”.
A ambulância de so­corro para a qual foi lan­ça­­da uma campanha de an­gariação de fundos já tem vis­toria do INEM? “Não é só a viatura ABSC que foi ad­qui­rida por 55.142,00 euros. Contou com colaboração de algumas Associações locais e particulares assim como do sr. Armando Pereira que ofereceu 50% do valor e também da Câmara Muni­ci­­pal. Está parada por falta de vistoria do INEM, estando esta so­li­­citada des­de o iní­­­cio de De­­zem­bro pas­­sa­do. Quan­­to à outra ambulância do INEM fal­­ta o documento único do IMT. Sobre es­ta, tenho a acres­centar que os novos acordos de PEM (Posto de Emergência Médica), oferecida às Associações com corpos dos Bom­beiros passam ao contrário dos anteriores a ser mais um custo para as insti­tui­ções, porque os gastos são da responsabilidade da di­reção”, referiu o presidente.
O Padre Albino Carneiro, que põe de parte voltar a can­­didatar-se, porque “não está disponível a continuar benfeitor dos vieirenses pe­la razão do bem que tem feito não pode ser resultado de uma atitude egoísta” e desafia publicamente os que o criticam, convidando-os “a sair da comodidade do sofá, e do bem estar e a fazer alguma coisa pelos outros”.
2020-01-29


Comentários

  Comentar artigo

Nome

Email

Comentário