Reportagem

Nova direcção toma posse nos Bombeiros Voluntários de Vieira do Minho

          
Nova direcção toma posse nos Bombeiros Voluntários de Vieira do Minho

No dia 12 de Julho, virou-se mais uma página na história da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vieira do Minho, com a tomada de posse da direcção liderada por Car­­los Branco, eleita no passado dia 6 de Junho para o triénio 2020/2022.


Depois da formatura geral e da recepção às entidades convidadas, teve lugar a sessão solene, pelas 17 horas. No final foi servido um verde de honra.
O acto e as cerimónias de tomada de posse decorreram nas instalações do Quartel da Corporação dos Bombeiros Voluntários de Vieira do Minho e contaram com cerca de uma centena de vieirenses e ainda de uma “delegação da Ga­liza amiga do presidente empossado”. Para além dos empossados e dos elementos do Corpo Activo dos Bombeiros, estiveram presentes representantes de várias instituições e associações do concelho. Destacamos a presença do secretário dos Bombeiros Portugueses, João Joaquim Al­meida, presidente da As­sem­bleia Municipal, Membros da Assembleia, Vereadores, Arcipreste, Comandante da GNR, Comandante do Quadro de Honra, Jo­sé Ribeiro, Alfredo Ra­ma­lho, Travessa de Matos e Jorge Dantas, entre outros convidados. Alguém comentou que “as eleições estão aí”.
O novo presidente da AHBVVM no seu discurso realçou a “nova etapa na vi­da da Associação.Vieira do Minho está de parabéns”, agradecendo aos bombeiros e às direcções que o antecederam e fizeram o que melhor sabiam, destacando o Dr. Fernando Dalot, pela marca que deixou na orga­ni­zação administrativa e ao Padre Albino Carneiro, “com­promisso e esforço, preocupado em honrar encargos financeiros, recorrendo inclusivé a verbas pes­soais”.
Carlos Branco, reconhece que é grande e nobre a tare­fa, espera que haja uma grande articulação entre a di­recção e o comandante Ri­cardo Dias, felicitando-o pela “sua elevada capacidade técnica operacional e pe­lo pendor humanista co­mo gere as suas equipas. A arti­culação estende-se à sociedade civil, instituições pú­blicas e privadas, do município, das juntas de fre­gue­sia, das paróquias, das comissões dos baldios, em su­ma: de Todos”. Por último deixou uma palavra de gratidão para o executivo Mu­ni­cipal, “na esperança de ver reforçada a verba em orçamento para o próximo ano, para que possamos não viver em permanente sobressalto”, concluiu.
O Padre Albino Carneiro que passava o testemunho e “não estava previsto discursar”, lançou o desafio para os vieirenses apoiarem “a mais nobre instituição do concelho até porque hoje está cá gente”.
Disse sair orgulhoso do trabalho feito, com “um comando sereno, um corpo activo rejuvenescido (duas escolas em seis anos, uma deve-se ao comandante anterior, outra ao actual), capaz de responder às necessidades da população viei­ren­se. Deixo um quartel no­vo, juntame­nte com o meu amigo Eng. Cardoso. Deixo património à Associação. Saio feliz. Os bombeiros me­recem ser apoiados”. Visivelmente emociado terminou por dizer que antre­ga a “pas­ta” com as contas em dia, e ofereceu uma salva de prata à funcionária Ma­­­ria José, “ela é tudo nos bombeiros, só não conduz ambulâncias”.
Fernando Freitas, o presidente da Assembleia Geral cessante, frisou que se encerrou um ciclo com dever cumprido, agradecendo o sacríficio e disponibilidade da última direção. Agradeceu ao comandante e ao corpo activo, à Câmara Municipal e à funcionária Maria José e endereçou “um abraço a Carlos Branco e à sua equipa pela coragem demonstrada ao assumir es­ta responsabilidade”.
O novo presidente da As­sembleia Geral, Padre Al­ci­no Xavier, disse que em 10 de Março tentou escusar-se ao convite feito pelo pre­si­dente da Câmara e pelo actual presidente da AHB­VVM, contudo “nos meus es­tatutos consta um imperativo ide para servir no que for e onde for necessário”, aceitou com o propósito de não ser figura de cera”.
No seu primeiro discurso no “Areópago Humanitário” de Vieira do Minho, o presidente da Assem­bleia Geral, fez uma viagem da sua estadia de “5 décadas e meia nestas terras da Ver­nária”. Em 1965 quando chegou a Vieira do Minho o quartel “funcionava em jeito de família” no prédio atualmente ocupado pelo banco “Millen­nium”. Aqui faziam-se reu­niões, representações teatrais-“tenho algumas fotos que às vezes gosto de recordar e até um power­point que fiz sobre Vieira do Minho”. Em 1990, o quartel passou para umas instalações mais amplas “mas inacabadas e nunca inauguradas”. Passando para as actuais, em 27/09/2014 “tive a graça de ser eu a benzer a primeira pedra e em 14/02/2016 dar a ben­ção aquando da sua inauguração”.
O Padre Alcino Xavier regista com satisfação “que dos presidentes e comandantes que constam do elenco da página Web desta Associação, só dois ou três não teve a sorte de conhecer pessoalmente. “Em contrapartida, alguns deles ou pelo menos um-o prof. Alberto Rui, conheci-o no es­ta­belecimento escolar de Vieira (Telescola nº 21 e Co­légio Nossa Senhora da Conceição)”.
Ricardo Dias, há 18 meses como comandante, pediu um voto de pesar pelo fa­lecimento do Chefe José Augusto, dos Bombeiros de Miranda do Corvo, e agradeceu à direcção cessante o empenho, devoção e coragem que demonstraram ao longo do seu mandato. Manifestou disponibilidade em trabalhar como “equipa uni­­­­­­da e coesa” com a actual direcção e louvou publicamente “o nosso Corpo de Bombeiros pelo profissio­na­lismo demonstrado e altruísmo de excelência no combate à pandemia Covid 19”.
António Cardoso, encerrou a sessão considerando um momento importantíssimo, agradeceu ao Padre Albino por tudo aquilo que conseguiu para a Associação, cumprindo os objectivos. Felicitou ainda os novos empossados, reafir­man­­do a sua total disponibilidade em apoiar os bombeiros, esperando uma relação profícua entre direcção e comando.

Corpos Sociais para o triénio 2020/2022
Assembleia Geral: Presidente-Pe. Alcino Xavier; Vice-Presidente-Helena Pires; Secretário-Fernando Carneiro.
Conselho Fiscal: Presidente-Paulo Dias; Vice- Presidente-Luís Carneiro; Secretário-José Maria Silva Pereira.
Direcção: Presidente- Carlos Alberto Leite Branco; Vice-Presidente-Pedro Álvares; Secretário-António Gago; Secretário-adjunto-Paulo Magalhães; Tesoureiro- Domingos Couto, Vogais- Almeno Leite e José Afonso.
Texto e fotos: Zé Maria
2020-07-14


Comentários

  Comentar artigo

Nome

Email

Comentário