Igreja

D. José Traquina é o novo bispo de Santarém

D. José Traquina, até agora auxiliar do Patriarcado de Lisboa, é o novo bispo de Santarém, sucedendo a D. Manuel Pelino, que renunciou por motivos de idade, anunciou a Santa Sé. A decisão do Papa Francisco foi comunicada à Agência ECCLESIA numa nota da Nunciatura Apostólica (embaixada da Santa Sé).
Na mensagem  dirigida à Diocese de Santarém no dia da sua nomeação para bispo diocesano, D. José Traquina agradeceu ao seu antecessor pelo “testemunho e a dedicação”, e saudou os sacerdotes e diáconos, de quem espera “a melhor vontade” para juntos trilharem “caminhos de fidelidade vocacional”.


Cónego Valdemar Gonçalves distinguido com medalha de ouro

O Cónego Valdemar Gonçalves, vigário-geral da arquidiocese de Braga, foi agraciado com a Medalha de Ouro de Mérito Concelhio, na cidade de Fafe, em reconhecimento e gratidão pelos relevantes serviços prestados ao concelho no campo social, cultural e religioso enquanto pároco de S. Romão e Santa Cristina de Arões.
O Vigário-geral da Arquidiocese, num discurso emocionado, reconheceu as suas raízes fafenses, começando por sublinhar: “Sou de Fafe, o reduto que mais fielmente me define” desde os tempos da infância e mocidade. Na veia poética que o caracteriza o Cónego Valdemar referiu: “Sempre latente e crepitante, tenho amor a Fafe e aos fafenses em mim. Fafe é o meu sonho e a minha caravela, meu ponto de partida e de chegada».


X Congresso da AIC

A meio da ponte rumo ao futuro

A Associação de Imprensa de Inspiração Cristã (AIC) realiza o seu Xº Congresso de 26 a 28 de Outubro onde vai analisar que modelos editoriais e empresariais devem ser assumidos pela imprensa regional.
Durante 3 dias, o tema vai estar em análise num Congresso, que inspira o decorrer dos trabalhos na travessia de uma ponte, nomeadamente a que liga as margens do Tejo, junto à foz.
O X Congresso da AIC vai decorrer no Convento dos Capuchos, em Almada, entre os dias 26 e 28 de Outubro de 2017, e colhe no imaginário da ponte o itinerário para os debates que propõe aos participantes. Primeiro, para identificar a relevância da imprensa regional, nomeadamente a de inspiração cristã, ao longo da história; depois para avaliar a tensão em curso em muitos títulos, nomeadamente entre o papel e o pixel, o impresso e o digital; indicando, num terceiro momento, que modelo empresarial e editorial deve ser assumido pelos títulos da AIC, no contexto atual.


Sugestão cultural

O Pequeno Caminho das Grandes Perguntas

“Um livro singular e corajoso: o das perguntas sobre a nossa vida”, assim refere a sinopse do novo livro de José Tolentino Mendonça. «O Pequeno Caminho das Grandes Perguntas» é uma “longa conversa” onde se cruzam cinema, literatura e memórias, como pretexto para “uma aproximação mais espiritual às questões fundamentais”. Nasceu de alguns textos que o autor publicou no jornal italiano “Avvenire” e desafia o leitor a reencontrar-se com “interrogações fundamentais, mesmo se desacreditadas num quotidiano que nos dispersa de forma cada vez mais absorvente: “Quem sou eu? De onde venho? Para onde vou? A quem pertenço? Por quem ou por que coisa posso ser salvo?”, lê-se na nota de apresentação. Mais informações: http://www.quetzaleditores.pt


Bispos “preocupados” com legislação sobre mudança de sexo

A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) manifestou a sua “preocupação” perante a proposta do Bloco de Esquerda, que permitiria a menores de idade mudar de sexo, mesmo contra a opinião dos pais.
“O Conselho Permanente [da CEP] mostrou preocupação em relação à proposta legislativa sobre a mudança de sexo a partir dos 16 anos, sem autorização dos pais”, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA, após a reunião do organismo, que decorreu em Fátima nesta semana.
Os bispos católicos lamentam ainda o “modo como se está a tratar assunto tão importante sem debate sério na sociedade”.


D. Manuel Martins, um bispo defensor da dignidade da pessoa humana

As exéquias de D. Manuel Martins, bispo emérito de Setúbal, realizaram-se na tarde do dia 26 de Setembro, no mosteiro de Leça do Balio, presididas pelo actual bispo de Setúbal, D. José Ornelas, perante uma assembleia de mais de 3 mil fiéis.
O grande Mosteiro de Leça do Balio, com as suas três naves, foi literalmente pequeno para receber os mais de três mil fiéis, amigos e desconhecidos, que tiveram de preencher os espaços exteriores do templo, onde um forte sol se fazia sentir o “Sol da nova esperança” que D. Manuel amava e tantas vezes anunciava. Dentro da igreja estavam 25 bispos e 160 presbíteros e diáconos; os familiares de D. Manuel Martins; o coro e algumas entidades e individualidades. Entre estas, de destacar o antigo Presidente da República, Ramalho Eanes e Manuela Eanes, Eugénio da Fonseca, presidente da Caritas Portuguesa, e o presidente e vereação da Câmara Municipal de Matosinhos.


Párocos recorrem ao “Auxilia”

Na sua reunião mensal de Setembro, os párocos do arciprestado de Vieira do Minho mostraram-se preocupados, no seu trabalho pastoral, especialmente com os problemas suscitados nos Centros Sociais Paroquiais, e vão recorrer à ajuda do departamento “Auxilia” da arquidiocese de Braga.
A programação do encerramento do Centenário das Aparições de Fátima e da visita da Imagem Peregrina ao Concelho de Vieira do Minho foi outro dos temas versados na palestra do clero. Este encerramento será no dia 14, com a inauguração de um Monumento Comemorativo do Centenário à entrada da Vila, na Rotunda junto ao quartel dos Bombeiros, com a benção das imagens do Sagrado Coração de Jesus e Imaculado Coração de Maria, pelas 20,30h, seguindo-se uma procissão de velas até à igreja da Vila. Aí será celebrada pelo bispo auxiliar de Braga, D. Francisco Senra, a Eucaristia de Acção de Graças e a consagração do Concelho ao Imaculado Coração de Maria.
Os sacerdotes foram ainda informados da necessidade de renovar os Conselhos Económicos Paroquiais, cuja provisão canónica caduca em Dezembro de 2017, devendo os novos membros ser apresentados nos Serviços Centrais da diocese até finais de Novembro.


Promessa cumprida

“Olhem para o sol” gritou a Lúcia. Era o dia 13 de Outubro de 1917. As aparições já não eram privadas”. Muito se passou com a resistência de alguns, familiares, eclesiásticos, face às declarações tímidas dos Pastorinhas. A Senhora havia dito, na quinta aparição, que “faria o milagre para que todos acreditassem”. Milagre foi a palavra pronunciada pela Virgem. E um mês depois, perante a multidão, cumpriu-se. O céu abriu-se, abandonou o seu negrume, o sol irrompeu e rodou como disco prateado em roda de fogo. Parecia por mais de uma vez que iria cair sobre a terra deixando uma áurea de arco-íris. Depois, os seus bordos tornaram-se escarlates e deslizou do céu, como um redemoinho, espargindo chamas vermelhas de fogo. Essa luz reflectia-se no solo, nas árvores, nas próprias faces das pessoas e nas roupas, tomando tonalidades brilhantes e diferentes cores.”


Virgem Peregrina de Fátima

Monumento comemorativo e consagração do Concelho

Neste mês de Outubro, que hoje começa, encerra-se o Centenário das Aparições de Fátima, um tempo de graça, em Ano Jubilar que a todos foi dado viver.
O ponto alto das celebrações foi a visita do Papa Francisco, “peregrino da luz, da paz e da esperança” e a canonização dos pastorinhas Francisco e Jacinta. E a frase que terá tocado mais fundo no coração de quantos o acompanharam como peregrino, foi proferida na homilia da Eucaristia de 13 de Maio em Fátima: “Queridos peregrinos, temos Mãe! Agarrados a Ela como filhos, vivamos da esperança que assenta em Jesus…”
Em boa hora, o clero do arciprestado de Vieira do Minho, que tem na Senhora da Fé uma devoção particular, escolheu repetir a experiência mariana da Virgem Peregrina de Fátima que, 50 anos depois da primeira visita, voltou a percorrer todas as paróquias do Concelho, entre os dias 13 de Maio e 13 de Outubro de 2017, nelas permanecendo durante oito dias.


Mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial das Missões

A missão no coração da fé cristã

No Domingo de Pentecostes (4 de Junho) o Papa Francisco divulgou a sua Mensagem para o Dia Mundial das Missões que é celebrado, anualmente no penúltimo Domingo de Outubro.
A Mensagem do Santo Padre para o 91º Dia Mundial das Missões, recebeu, este ano, o título de “A missão no coração da fé cristã”.