Autarquia


Câmara recebe galardão de “Autarquia Familiarmente Responsável”

O Município de Vieira do Minho foi, novamente, distinguido com o galardão de “Autarquia Familiarmente Responsável”.
Vieira do Minho foi um dos 61 municípios galardoados com a Bandeira Verde com Palma, uma distinção do Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis apenas para autarquias que são consideradas “amigas” das famílias há três ou mais anos consecutivos.
Esta distinção valoriza as autarquias que ao longo do ano tenham tido políticas positivas de responsabilidade familiar, tais como o apoio à maternidade e paternidade, o apoio às famílias com necessidades especiais, medidas de conciliação entre trabalho e família, serviços básicos, educação, habitação, transportes, saúde, cultura, desporto e tempo livre e participação social.


Assembleia Municipal de Vieira do Minho

Socialistas abstêm-se na aprovação do orçamento mas aprovam pedidos de Juntas e Uniões

A Assembleia Municipal aprovou, por unanimidade, os pedidos das Juntas e Uniões de Freguesias de Pinheiro, Tabuaças, Cantelães, Anissó/Soutelo e Ruivães/Campos que ultrapassam os 32 mil euros. Já o orçamento para 2018, que ronda os 16 milhões de euros contou sete abstenções do PS.
Na abertura do debate da sessão, Pedro Araújo, (PSD), referiu que o executivo, no anterior mandato, apresentou 4 orçamentos de “elevado nível”, e todos com “elevadas taxas de execução”, tendo feito “no programa Sentir Vieira 4 apostas: Feira do Fumeiro, AgroVieira, Feira da Ladra e Mercado da Castanha” que “muito contribuíram para o desenvolvimento da economia local”.
Aquele porta-voz da bancada PSD referindo-se à compra do terreno para a construção do novo Centro de Saúde, disse “acreditar na ajuda do PS local” e no ministro do governo PS “que na campanha eleitoral assumiu a construção de um novo centro de saúde”. Considerou um orçamento “consistente e realista que assenta em dois caminhos paralelos: o do desenvolvimento do concelho e o da redução da dívida”.


Magusto na “universidade sénior”

Três dias após o S. Marinho, cerca de 60 alunos da Universidade Sénior de Vieira do Minho encontraram-se na Casa de Lamas, não para para assistir às aulas mas para festejar o São Martinho, o da capa partilhada com o pobre e das castanhas e vinho com o respectivo magusto.


Reunião da Assembleia Municipal

No Salão Nobre dos Paços do Concelho, reúne pelas 21,00 horas de 30 de Novembro, a Assembleia Municipal de Vieira do Minho. Antes do início dos trabalhos da “ordem do dia”, tomarão posse os novos membros da AM e eleitos os deputados à Assembleia Intermunicipal.


António Cardoso assume a vice-presidência da CIM do Ave

Em 20 de Novembro, o presidente da Câmara Municipal de Fafe, Raúl Cunha foi eleito presidente do Conselho Intermunicipal CIM do Ave para o próximo mandato, sucedendo a Domingos Bragança, autarca de Guimarães, enquanto António Cardoso, presidente da Câmara Municipal de Vieira do Minho, assumirá a vice-presidência juntamente com  Humberto Cerqueira, presidente da Câmara Municipal de Mondim de Basto.
Na mesma reunião que decorreu em Guimarães, Raul Cunha foi também reconduzido na presidência da Sol do Ave e António Cardoso, autarca de Vieira do Minho, foi eleito para presidir a Agência de Energia.




Alunos do Conservatório animam sessão no Dia do Município

No Dia do Município, comemorado em 15 de Novembro, em sessão solene dos 503 anos da atribuição do Foral à Vernária, a Câmara homenageou dois vieirenses: Armindo Vilaverde, do quadro de honra dos Bombeiros, atribuindo-lhe o nome de um rua na freguesia de Eira Vedra, junto ao Quartel dos Bombeiros Voluntários, e Armando Veiga, amante do desporto automóvel, pelo trabalho voluntário e empenho no regresso do WRC Rali de Portugal a Vieira.
As cerimónias começaram com hastear de bandeiras perante uma “guarda de honra” formada por nove escuteiros e cinco guardas municipais, enquanto o Coro da Universidade Senior cantava o Hino Nacional e o de Vieira. No monumento das forças armadas foi depositada uma coroa de flores em homenagem aos combatentes mortos na guerra.


Novo Centro de Saúde: prioridade do Executivo

Município Vieirense com orçamento de 16 milhões

A Câmara Municipal de Vieira do Minho vai gerir no ano de 2018 um orçamento da ordem dos 16 milhões de euros.
O Plano de Actividades e Orçamento foi aprovado em reunião do Executivo realizada no passado dia 22 de Novembro com a abstenção das duas vereadoras PS.
O executivo elegeu como grandes prioridades das políticas municipais para o próximo ano, o emprego, a educação, a ação social, o turismo, o desenvolvimento económico a requalificação urbana e a saúde.
Em nota introdutória às opções do Plano Orçamental, o presidente da Câmara, António Cardoso, salienta  que “este Executivo propõe-se uma vez mais a atingir uma meta de desenvolvimento e sustentabilidade económica baseada nos princípios da responsabilidade e da transparência”, prosseguindo o caminho iniciado em 2013 e comprometendo-se “a diminuir à dívida e a intensificar as parcerias com as Juntas de Freguesia e as Instituições Locais.”