Política

Centeno eleito presidente do Eurogrupo

Mário Centeno é o novo líder do Eurogrupo. O ministro português venceu a votação entre os seus pares, por maioria simples. Irá suceder ao holandês Jeröen Dijsselbloem em meados de Janeiro. A vitória do ministro das Finanças português não é uma surpresa. Ainda antes da eleição, à entrada da reunião, o ainda presidente em funções, Jeröen Dijsselbloem, antecipou o resultado e declarou Centeno como o vencedor.
“Sou presidente até dia 12 de Janeiro e Mário Centeno [assumirá o cargo] a 13”, disse Dijsselbloem aos jornalistas.


Os avisos do Presidente da República

Marcelo andou pelos 14 concelhos em cinzas e quer ver também os deputados no terreno. Não para distri­buí­rem beijos e abraços, pa­lavras de conforto e es­pe­rança. Não pede aos deputados para repetirem os seus gestos, mas pede-lhes hu­mildade para que não fiquem pelas sedes dos concelhos, onde apesar de tudo ainda há gente, a serviços pú­blicos e alguma actividade económica; humildade para subir às pequenas aldeias onde só moram idosos; humildade para olharem para as paisagens ine­grecidas e pensarem um mi­nuto como ali poderá voltar a haver vida. As medidas do Governo podem servir para agradar à opinião pública dos cidadãos e fingir que depois da tragédia, nada ficará como dantes, mas se os nossos deputados forem ao terreno perceberão que é preciso fazer muito mais para recuperar o mundo rural que este Verão destruiu.


As medidas do Governo

Depois de um Conselho de Mi­nistros de 11 horas, Antó­nio Costa anunciou ao final da noite de sábado, 21 de Ou­­tubro, as novas medidas de prevenção e de combate aos incêndios em Portugal, que têm por objectivo evitar que tragédias co­mo a de Pedrógão Grande e as deste mês de Outubro se vol­tem a repetir.
Entre as medidas decididas naquela Magna Reunião ex­traor­­dinária, contam-se a institucionalização da Prote­ção Ci­vil, a con­tra­tação de 500 sapa­dores, de 50 vigilan­tes da natu­re­za, a aquisição de novo equipamento e a pro­fissio­nalização de quem está no ter­reno, com priorida­de pa­ra a limpeza das ver­­mas das estradas e vias-fé­re­as. Segundo anunciou o pri­meiro-ministro, a Força Aérea passará também a ter um pa­pel mais interventivo, ge­rindo e operando todos os meios aé­reos de combate ao fogo, tal como propunha o relatório da comissão técni­ca independente.


Aumento de salários

O descongelamento das progressões na carreira dos fun­­cionários da Função Pública é uma das medidas desta­ca­das pelo Ministério das Finanças, que, dado o “elevado im­­pacto orça­men­tal, “os acréscimos remuneratórios daí decorrentes serão pagos de forma faseada”.
O comunicado do Ministério das Finanças surge no dia em que decorre a terceira ronda negocial com os sindicatos da administração pública, no quadro da preparação da Lei do Orçamento do Estado para 2018.


Partido Popular Europeu reúne em Braga

O Partido Popular Europeu – o maior grupo político do Parlamento Europeu – vai reunir em Braga a Presidência e os chefes das delegações nacionais da organização. O encontro, que vai ter lugar de 8 a 10 de Novembro, destina-se a debater e definir es­­tratégias e ações políticas do PPE para os próximos dois anos e para as elei­ções europeias de 2019.


País cor de rosa nas Autárquicas

As últimas eleições autárquicas resultaram num mapa histórico para o PS, que pela primeira vez obtém mais de metade das câmaras municipais do país (159), mais nove que em 2013, retiradas ao PCP, que sofre a derrota mais pesada de sempre, com esta perda enquanto o CDS somou às cinco câmaras que controlava, Oliveira do Bairro.
O PSD, apesar de ter perdas significativas em concelhos importantes como Porto e Lisboa, acaba por não ter o desaire que a noite eleitoral inicialmente indiciava, (pelo menos em termos de votos). Perdeu oito câmaras (sozinho e em coligação) mas captou 30,42% dos votos do país, um resultado apenas ligeiramente inferior (menos 7 câmaras), ao conseguido há quatro anos (105), tendo mesmo conquistado 4 câmaras ao PS no Alto e Baixo Minho.


António Cardoso obtém resultado histórico

Com uma maioria mais absoluta na Câmara

A Coligação Por Vieira (PSD/CDS-PP) venceu as eleições autárquicas em Vieira do Minho, conferindo a António Cardoso um resultado histórico ao vencer o PS de Jorge Dantas com maioria mais absoluta (5-2)


Sócrates acusado de 31 crimes e de receber 24 milhões em luvas

O Ministério Público deduziu acusação contra 28 arguidos em despacho final da Operação Marquês.
Sócrates é acusado de 31 crimes e de ter ganho 24 milhões de euros na Suiça, de forma ilegal, através de um esquema que mascarou dinheiro vindo dos grupos Lena, Espírito Santo e Vale do Lobo, anunciou em comunicado a Procuradoria Geral da República (PGR) na manhã de 11 de Outubro. José Sócrates está acusado de 31 crimes: três de corrupção passiva, 16 de branqueamento de capitais, nove de falsificação de documento e três de fraude fiscal qualificada.  


CDS-PP volta a fazer queixa à Comissão Nacional de Eleições

A Comissão Política Concelhia de Vieira do Minho do CDS-PP fez, em 18 de Setembro nova participação à Comissão Nacional de Eleições sobre a conduta indevida por parte da candidatura do Partido Socialista aos órgãos autárquicos de Vieira do Minho. Desta feita, a propósito da participação do Ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social numa ação de campanha da referida candidatura. Apesar de voltar a referir que o ministro se encontra presente na qualidade de cidadão, na sua página da rede social Facebook são feitas referências evidentes às matérias tuteladas pelo Ministro enquanto governante, tentando fazer a analogia entre essa tutela e o programa eleitoral autárquico do Partido Socialista, o “que viola o princípio da neutralidade e imparcialidade das entidades públicas previsto na Lei Eleitoral dos Órgãos das Autarquias Locais”.


Mais de duas mil pessoas na apresentação de António Cardoso

A praça Guilherme de Abreu conheceu “uma impressionante moldura humana” que a preencheu, totalmente, na noite de 23 de Setembro, para assistir à apresentação das listas da Coligação Por Vieira candidatas às Assembleias de Freguesia, à Assembleia Municipal e Câmara Municipal.
Hugo Soares, deputado e líder da bancada do PSD na Assembleia da República, foi o convidado desta sessão. O deputado fez uma brilhante intervenção de apoio a todas as candidaturas da Coligação Por Vieira, salientando com especial ênfase a “paixão” sentida em torno da campanha de António Cardoso.