Desporto

AF BRAGA - PRO NACIONAL

Vieira SC rei dos empates

O Vieira SC até ao momento é o rei dos empates nos campeonatos da AF Braga. Soma doze, nove dos quais alcançados nas úl­­timas dez jornadas. Só o Me­relinense, do Campeonato de Portugal, tem mais do que o Vieira SC, en­quan­­­­­to o Oliveirense da II Li­­­­ga Portuguesa soma 10 e o Belenenses da I Liga Por­tuguesa tem 11 em 27 jo­­­­gos disputados.


Jantar encerra aniversário do Vieira SC

Foram cerca de 300 os convivas que marcaram pre­sença no jantar de ani­ver­sá­rio do Vieira SC realizado na Quinta Museu e que marcou o final das festividades dos 54 anos do Clube.


PENSAMENTO DESPORTIVO

A redenção de Adel

1030 dias depois de ter sido anunciado como reforço do SL Benfica, Adel Taarabt foi titular pela primeira vez na equipa principal encarnada. Aconteceu em Santa Ma­ria da Feira pelas mãos de Bruno Lage, o principal res­pon­sável pela reabilitação do marroquino.
Mas afinal, Taarabt devia ser reintegrado depois de to­­dos os problemas que causou ao clube? Vou contra a opi­nião da generalidade da massa adepta e dizer que sim.





AF BRAGA - PRO NACIONAL

Vieira SC vence após nove empates e uma derrota

Passados três meses o Vi­eira SC volta a vencer e no­vamente fora de casa. A úl­tima foi em Cabreiros (1-3).
Aos cinco minutos Luca a solicitação de Nani na cara do guarda-redes, João Nu­nes, não desperdiçou a opor­­tunidade do golo e abriu o caminho para a tran­qui­lidade tão necessária nes­ta fase do campeonato. O Ninense encarou o jogo como a última tábua de salvação para a manutenção e na resposta esteve perto do empate. Aos 25 minutos Fabinho aproveita um erro defensivo passa por João Nunes e oferece o golo a Ricardo Cruz. Tudo corria de feição, até o guarda-redes do Ninense sair lesio­nado e aos 30 minutos Lu­ca após um ressalto de bola à entrada da área aplicou um chapéu e fez o terceiro golo. Numa tarde que mais parecia de inverno, o Vieira SC sentia-se como “peixe na água”, Bruno Rocha num livre a cerca de 30 me­tros bateu fez a bola entrar no ângulo superior esquerdo da baliza ninense. A vencer por 4 bolas aos quarenta minutos, tudo parecia encaminhar-se para uma goleada. Em cima do intervalo o árbi­tro inventa uma grande pe­na­lidade por ale­gada falta de Élio, mas Pe­dro Sá ao defender o pe­nal­tie escreve direito por linhas tortas.


AF BRAGA - PRO NACIONAL

Jogo de importância acrescida

Separados por quatro pontos Vieira e Esposende encararam o jogo como determinante para os seus objectivos que é a manutenção. Entrou forte o Vieira SC que dominou os primeiros vinte minutos, tendo uma oportunidade golo por intermédio de Jó Vieirinha. Pedro Sá e Bruno Oliveira desentenderam-se com a bola e do meio da rua, Gonçalo Graça fez uma cha­pe­lada e inaugurou o mar­ca­dor. Sem nada o justificar o Esposende ganhou tran­qui­lidade e ao contrário o Vi­eira SC ficou nervoso não conseguia ligar os sectores e o melhor que fez foi dois remates por Lamela e Nani que passaram por cima do alvo.


AF BRAGA - PRO NACIONAL

Empate com sabor a vitória

A deslocação ao segundo classificado do campeonato afigurava-se dificil e o empate foi o resultado final aceite por todos. Com o re­gres­so de Élio ao eixo da de­­fesa de Luca após dois jo­­gos de castigo e com Sérgio Pereira a titular, os viei­renses não se amedrontaram e em alguns períodos de jogo suplantaram o ad­ver­sário que em caso de vi­tória assumia o comando do campeonato. A primeira opor­tunidade de golo per­ten­­­ceu ao Vieira SC após cru­­­zamento de Nani, um ad­­versário ao desviar a bola pe­la linha de fundo acertou no poste da sua baliza. Só de lances de bola parada o Santa Eulália ameaçava a baliza de Pedro Sá. Ricardo Cruz na pequena área não acertou num cruzamento de Lemos.