Desporto

JUNIORES

Reviravolta com liderança à vista

A “comandita” de Ni Pe­rei­ra depois de passar à 5ª eliminatória da Taça, ao ven­cer o Prado, aproximou-se do primeiro lugar no campeonato ao derrotar com reviravolta o Santa Eu­lá­lia. Em jogo entre o terceiro e o segundo, foram os vizelen­ses a tomar conta do jo­go e adiantarem-se no marcador antes dos vinte minutos. Em desvantagem os vieirenses tomaram as rédeas do jogo, mas o resultado não se alterou até ao intervalo.


Miguel Moita de regresso ao Mónaco

O vieirense Miguel Moita, especialista em observação e análise de equipas de futebol, está de regresso ao Mónaco para ajudar o técnico Leonardo Jardim a manter o clu­be do Principado na 1ª divisão francesa. O quadro técnico dos mo­ne­­­gascos passa, as­sim, a integrar cinco portugueses, pois Nélson Caldeira, António Vieira e José Barros acompanharam o técnico ma­deirense neste regresso a França, enquanto o vieirense in­terrompeu dois anos a li­gação ao técnico.


BTT Rota do Fumeiro com pelotão completo

O passeio BTT Rota do Fumeiro que se realiza a 3 de Março vai contar com 600 participantes.
A Pedalarvieira Associa­ção organizadora do even­­­­to com o apoio e cola­boração da Câmara Municipal de Vieira do Minho foi obrigada a encerrar as inscrições a vinte dias do início da prova.
A organização agradece a grande adesão e espera não desfraldar os be­te­tistas que vêm de toda a re­gião do país.



PENSAMENTO DESPORTIVO

Uma goleada é boa. A outra... nem por isso?

Por estes dias está nas bocas do Mundo a goleada imposta pelo SL Benfica ao Nacional. Uns claros 10-0 que não se vêem todos os dias.
No entanto, há algo no meio disto tudo que confesso que me perturba, algo que não consigo perceber: o ódio que se instaura por Portugal fora. A ideia que boa parte dos adeptos portugueses estão a querer fazer passar, de que o Nacional perdeu de propósito ou, fazendo uso ao velho termo, “estava comprado”, é inconcebível.


PRO NACIONAL

Terceiro empate na era de Roger

Terceiro empate consecu­ti­vo desde que Roger Bastos assumiu o comando té­cni­­co da equipa. Entrou forte o Vieira SC que logo no primeiro minuto teve uma boa oportunidade para abrir o marcador, Luca em boa po­­sição na área hesitou o re­­mate e ao tentar servir Ri­cardo Cruz o lance perdeu-se. Aos 12 minutos, o Arões adianta-se no marca­dor na sequência de um livre junto à linha do fundo. Ao segundo poste um avançado fa­fense agradece o esquecimento da defesa vi­eirense e faz o golo com re­la­tiva facilidade. Não tremeu o Vi­ei­ra SC e volvidos seis minutos Luca aproveita um de­sentendimento entre os centrais fafense e des­ta vez não hesitou, re­ma­tando com o pé esquerdo para o fundo da baliza. Resta­be­le­cida a igualdade, au­men­tava a intensidade no jogo e até ao intervalo o Arões es­teve por cima do jo­go, mas a ocasião para mar­car pertenceu ao Vieira SC que por intermédio de Na­ni enviou de cabeça a bola ao travessão.


PRO NACIONAL

A cair do pano Nani empata a partida

Aos noventa e quatro minutos Nani, de fora da área, rematou para o fundo da baliza do Pevidém, estabelecendo a igualdade e coroando uma segunda parte de domínio vieirense. Com apenas três jogadores no banco de suplentes utilizáveis e Lamela a 50%, o Vieira SC permitiu na primeira parte a superioridade do Pevidém que se adiantou no marcador à passagem do minuto vinte. Respondeu o Vieira SC com du­as situações de aproximação à baliza contrária por Ricardo Cruz e em cima do intervalo, Lamela tirou o “pão da boca” a um adver­sá­rio que se preparava para fazer o 2-0.




TAÇA AF BRAGA

Penaltie no prologamento afasta Guilhofrei

Um penaltie, duvidoso, no prolongamento deitou fora o Guilhofrei da Taça. A única equipa do concelho na 4ª eliminatória me­re­cia disputar a série de grandes penalidades.