Diversos

Registo Central de Beneficiário Efetivo (RCBE) obrigatório até 30 Junho

A Directiva Europeia Lei n.º 89/2017, de 21 de Agosto que transpõe para a legislação nacional a obrigatoriedade do RCBE para “todas as entidades constituídas em Portugal ou que aqui pretendam fazer negócios”, nomeadamente: Empresas, Sociedades Co­mer­ciais, Sociedades Civis, Associações, Cooperativas e Fundações, entre outras referidas nos nºs 1 e 2 do Art. 3º da referida Lei, são obrigadas a cumprir com o RCBE até 30 de Junho e a manter este registo atualizado.


Braval assinala Dia Mundial do Ambiente sensibilizando as famílias

A Braval assinalou o Dia Mundial do Ambiente em 8 de Junho com um dia aberto às famílias para lhes dar a conhe­cer o seu Ecoparque e as sensibilizar para a necessidade da reciclagem dos resíduos sólidos e líquidos.
Pedro Machado, director-geral executivo da Braval, apre­sentou às famílias visitantes o sistema de recolha se­le­ctiva, valorização e tratamento dos resíduos no Eco­par­que Braval. Referiu as melhorias operadas, por imposição da União Europeia, com o encerramento de 300 lixeiras a céu aberto, verdadeiro “cancro ambiental” que colocavam Portugal na cauda da Europa no tratamento de re­síduos sólidos, e que hoje se encontra entre os países europeus que mais reciclam o seu lixo.



Em memória de Rui Osório no 1º aniversário do seu falecimento

A paróquia da Foz do Douro re­cordou, em 31 de Maio, o 1º ani­versário do falecimento do Có­nego Rui Osório, que ali foi pá­roco desde janeiro de 2006 até a data do seu falecimento em 2018. O Jornal de Vieira, que ao longo de décadas publicou imensas crónicas deste jornalista do JN e da VP de que foi director, deixa aos seus leitores o último tex­to de Rui Osório, escrito na “elo­­quência do silêncio” e publi­ca­da por JV em 15/06/2018, p.13 como última lição, testamento espiritual dum Mestre


Eurodeputado José Manuel Fernandes:

“Melhores salários para todos um desígnio nacional”

O Eurodeputado José Manuel Fernandes lançou o repto para que Portugal assuma como “desígnio na­cional” o objetivo de “garantir melhores salários para to­dos os trabalhadores”, por­que isso implicaria “uma estratégia sustentável de desenvolvimento e progresso não só económico, mas sobretudo social e hu­manista”.
Num debate organizado pela UGT em Vila Nova de Fa­malicão, subordinado ao te­ma ‘Penosidade no trabalho por turnos’, aquele eu­ro­­deputado reconheceu que “há muitas indignidades salariais”, mas destacou o papel da Uni­ão Europeia na pro­moção de valores à escala global, pri­vilegiando a inclusão e a promoção de competências hu­manas como facto­res fundamentais de desenvolvimento.


Um visionário lúcido

“Descobrimos um país amnésico, cheio de gente que não sabe de nada, que não viu nada, que não ouviu na­da. Percebemos que a corrupção é um problema real, grave, disseminado, que a Justiça é lenta a responder-lhe e que a classe política não se tem empenhado o su­ficiente a enfrentá-la.
A corrupção não é apenas um assalto ao dinheiro que é de todos nós – é colocar cada jovem de Portalegre, de Vi­seu, de Bragança, mais longe do seu sonho.”….


XI Passeio Terra de Encanto

No dia 25 de Maio, setenta “vespistas” dos clubes de Gui­marães, Felgueiras, Póvoa de Lanhoso, Barcelos e Clu­be do Minho realizaram um passeio por terras de Vi­eira do Minho.


Banco alimentar contra a fome recolhe 1.605 toneladas de alimentos

O Banco Alimentar contra a Fome recolheu 1.605 toneladas de alimentos, “um valor próximo do obtido na cam­panha homóloga do ano passado”, durante o fim de semana da campanha nacional que decorreu em mais de duas mil superfícies comerciais, anunciou a presiden­te do Banco Alimentar contra a Fome, Isabel Jonet.


“Dá Lã um abraço ao Mosteiro”

A população de Cabeceiras de Basto, vizinho do conce­lho de Vieira do Minho, vai dar um abraço com “largas centenas de cachecóis”, no dia 03 de junho, pelas 10h00, ao Mosteiro de São Miguel de Refojos.
A Câmara Municipal, no âmbito do programa cultural «Mosteiro de Emoções», vai abraçar o Mosteiro de São Mi­guel de Refojos com os cachecóis criados ao abrigo da iniciativa «Dá Lã um abraço ao Mosteiro», refere uma nota enviada à Comunicação Social.
A comunidade Cabeceirense respondeu ao desafio lan­ça­do e através da produção “manual de cachecóis em tri­cot” vai dar “o maior abraço alguma vez dado ao monu­mento”, lê-se na nota.


CAVA proporciona batismo de combóio a séniores

O Clube Amigos de Vieira (CAVA) proporcionou a 27 pes­soas idosas, institucionalizadas em lares do concelho vi­­eirense um baptismo de combóio a quem há muito so­nha­­­va com esta primeira viajem. “Demos a resposta ao sonho destas pessoas. Estamos certos que irão guardar esta recordação especial, para sempre”, sublinhou o presi­dente do CAVA, Filipe de Oliveira.