Editorial

Apelo à santidade

Hoje é dia de Todos s Santos. Um tempo oportuno pa­ra breve paragem e reflexão sobre o apelo à santidade.
A chamada à santidade está patente em tanta gente, que passou por nós e testemunhou a fé em grau heróico, de entrega total a Deus e aos outros, ou simplesmen­te, de enxada na mão, e sempre com muito amor no co­ra­ção, respondeu, em cada dia e em cada momento, a este cha­mamento que se repete continuamente, apesar das nossas “negas” constantes.
Ler mais


Num mundo carente de Esperança

Está mais que provado: vivemos numa época de horizontes estreitos e curtos onde só se avista o útil imediato. E se algo se arrecada, é para se esbanjar no culto dum individualismo de prazer e euforia, mesmo antevendo a desolação de se vir experimentar logo a seguir, a frustração de ficar de “mãos vazias”.
O Plano Pastoral da Arquidiocese convida-nos a “Levantar-se e semear Esperança”. Não sairei da análise desta frase inicial.
Ler mais


Avós desafiados a ensinar os netos

“É mais importante interagir com pessoas do que lidar com máquinas”
Ler mais


Férias e descanso

Com o fim do ano escolar e a chegada do Verão está à porta o desejado e sempre sonhado tempo de férias.
É verdade que este deve ser um momento de relaxar, des­­cansar, passear, viajar e que, se bem programado e apro­­­veitado, pode ajudar a enriquecer interior e fisica­men­te, realizando o que não pudemos fazer durante o res­to do ano: caminhar, pedalar, nadar, viajar, ler um bom li­vro, sa­­­borear a natureza, contemplar a paisagem, visitar os a­mi­­gos, a família ou apenas desfrutar em vez de protestar.
Ler mais


Confiança em crise

Tem-se acentuado uma desconfiança que fragiliza as relações pessoais, institucionais, de grupos…e assim temos vindo a esquecer a conjugação do verbo “confiar”.
Em quem confio? – Uma boa pergunta para muitas horas de reflexão, para muitas mesas redondas, muitas tertúlias em lugares tranquilos e frescos, no verão que se aproxima.
Os nossos critérios, os valores que nos norteiam, servem de norma para escolher quem merece confiança. Mas serão eles válidos?
Ler mais


Das redes sociais à comunidade humana

O tema do Dia Mundial das Comunicações Sociais deste ano proposto pelo papa Francisco, “Somos membros uns dos outros (Ef 4,25) das comunidades de redes sociais à comunidade humana”, desafia-nos a construir “uma rede que preserve a comunhão de pessoas livres”. Se olharmos as notícias nos últimos anos, na forma como as grandes empesas de Comunicação e Social e das redes de internet estão a usar os dados pessoais dos seus utili­za­dores, sob a influência das “fake news”, em vários cenários políticos e nos episódios de crescimento do” cy­ber­bullying, interrogamo-nos se tal comunhão de pessoas livres ainda é possível.
Ler mais


Maria Maio Missão

O mês de Maio, tradicionalmente dedicado a Maria, modelo da vida cristã, convida os cristãos, neste ano declarado “Ano Missionário” pelo episcopado português, a re­des­cobrirem na Mãe de Jesus a própria identidade cristã e a missão evangelizadora.
A devoção Mariana, que a religiosidade popular tem alimentado com festas, romarias e procissões, tem no mês de Maio o seu ponto alto, embora nem sempre reconhecido por alguns sacerdotes e pastoralistas.
O magistério da Igreja, pela voz dos sucessores de Pedro, não se cansa de defender a piedade popular do povo cristão, considerando-a como verdadeiro “tesouro da Igreja”.
Ler mais


Mistério pascal

Na páscoa do Seu Filho unigénito Deus revela-se ple­na­mente na Sua força vitoriosa sobre as forças da morte e na força do seu amor trinitário. Esta é a grande verda­de do Mistério Pascal da Morte e Ressurreição de Jesus Cris­to, núcleo essencial da fé cristã que o Tríduo Pascal nos convida a aprofundar.
A vitória sobre a morte vem “d’Aquele a quem foi dado to­do o poder no Céu e na Terra” (Mat.28,18). Uma verda­de (dogma) da fé cristã que constitui “escândalo para o es­­pírito moderno”, que não concede a Deus “poder de agir sobre a matéria”.
Comentando dois factos da história de Jesus nos quais o agir de Deus intervém directamente no mundo material: o Nascimento da Virgem e a Ressurreição do Sepulcro, donde Jesus saiu e não sofreu corrupção, Bento XVI, citando Karl Barth, diz que estes dois pontos são um “escândalo para espírito moderno” que não reconhece a Deus poder para agir sobre a matéria.
“A Deus é concedido agir sobre as ideias e os pensa­men­tos na esfera espiritual, mas não sobre a matéria! Isto perturba; não é ali o seu lugar. Mas é precisamente dis­so que se trata: de que Deus é Deus, e não se move ape­nas no mundo das ideias”.
Ler mais


Desapego

Gandhi, um não cristão, escreveu: “Podem desaparecer todos os livros da face da terra; só as Bem-Aven­tu­ranças ou o Evangelho Breve contém tudo o que faz falta na vida”
Neste Tempo da Quaresma somos interpelados ao desapego pela Mensagem do Sermão da Montanha onde se repete: ”Felizes, os puros de coração, felizes os misericordiosos, felizes os que têm fome e sede de justiça, felizes … os que por minha causa vos insultarem e perseguirem …pois será grande no Céu a vossa “recompensa” Mt.5,1-11
Onde mora então a felicidade? Aonde a vamos procurar se não no reino da mansidão e da paz, do real que parece absurdo por ser tão real e que paradoxalmente poderá parecer uma procura no reino da utopia - esta é por definição, o sítio “onde o que lá se imagina não pode acontecer por ser mero ideal”.
Ler mais


S. José patrono da Igreja

É muito difícil falar de S. José, esposo de Maria! Como os Evangelhos pouco nos relatam a seu respeito: apenas o necessário para compreendermos a sua personalidade e a forma como aceitou a sua vocação e cumpriu plenamente a sua missão, temos de nos situar no seu tempo e sobretudo escutar o que nos diz o coração. 
Ao desposar Maria seria um pouco mais velho, em plena juventude e não como muitos pintores e escultores o representaram, de avançada idade. Não devemos ofender o bom gosto da bela e jovem Maria. Pessoalmente, creio que o Espírito Santo, providenciou que a Vir­gem encontrasse junto de si e do Menino um homem perfeito, possuidor da beleza que não destoasse naquela Família onde Jesus cresceria em estatura e graça. 
Ler mais