Destaques

Vieira integra projecto “Cuidador Informal”

O Município de Viei­ra do Minho é um dos trinta concelhos do país que vai integrar o pro­­jecto piloto “Cui­­da­­­dor Informal” criado recentemente por diploma legal.
Ler mais


Palestra do Clero Vieirense

Na residência paroquial de Anissó, reuniram os sa­cer­dotes, párocos do arci­pres­tado de Vieira do Mi­nho, em 30 de Janeiro, na sua habitual palestra mensal.
Presidida por D. Nuno Al­­­meida, bispo auxiliar da ar­­­quidiocese de Braga, a mes­ma cumpriu a agenda previamente enviada em correio electrónico pelo ar­ci­preste, Pe. Albano Costa, a todos os párocos, tendo começado, como sempre acon­tece, com a oração de Laudes e terminado com o almoço/convívio.
Ler mais


Guilhofrei é líder com toda a justiça

Jogo bem disputado entre as duas das melhores equipas desta série. Primeiro lan­ce de perigo para os visi­tantes, com Maurício a enviar a bola ao poste da baliza defendida por Bé. Reagiu o Guilhofrei, inaugurando o marcador na co­bran­­ça de uma grande penalidade, jus­tamente assinalada, com Fo­cas a não des­perdiçar.
Ler mais


No 40º Aniversário dos Passarinhos da Ribeira

Tudo começou numa pre­pa­­ração dum desfile carna­va­lesco, nos recuados anos oi­tenta do século passado. Casimiro Fernandes orga­ni­zava então desfiles de Car­­naval que passavam por Louredo e freguesias de Co­va e Ventosa, chegando mes­mo à vila de Vieira do Mi­­­­­nho. “A ideia surgiu, quan­do num destes ensaios, enquanto tocava concer­ti­na reparei que muitas crianças e jovens começavam a dançar”, conta Casimiro Fer­­nandes.
Ler mais


Comissão Municipal da Proteção Civil reuniu em Vieira

A Comissão Municipal da Protecção Civil (CMPC) de Vieira do Minho reuniu, em 14 de Janeiro, tendo por as­sun­­to principal da agenda, o balanço das ocorrências ve­ri­­ficadas em consequência das depressões Daniel e Elsa que atingiram no território Municipal no passado mês de Dezembro.
Ler mais


HOLOCAUSTO

A memória do horror está no meio das casas, a um passo do centro habitado da pequena cidade de Dachau, agora como então. Os muros do campo de concentração correm ao longo da estrada principal que em pouco mais de 20 minutos conduzem a Munique.
O trilho que percorremos a pé é o mesmo sobre o qual eram empurrados os deportados à chegada, a Lagers­trasse, ao fundo da qual se en­contro o “Jourhaus”, o edi­fício de entrada principal que albergava os departamentos administrativos e de comando do campo.
Ler mais