Autarquia

Candidatura Vieirense contemplada na 7ª geração do Programa Escolhas

O programa Escolhas 7ª Ge­­ração - o projecto Jovens ao Leme E7G de Vi­eira do Minho viu recentemente apro­­vada a sua candidatura. A cerimónia de assinatura de protocolo de cooperação relativo a este projecto decorreu no Centro de Congressos de Lisboa e contou com a presença do presi­den­te da Câmara Municipal de Vieira do Minho, António Cardoso, da Ministra da Pre­sidência e da Modernização Administrativa, Maria­na Vi­eira da Sil­va, e da Secretária de Es­ta­do para a Ci­da­da­nia e a Igual­dade, Ro­sa Montei­ro.
O encontro, que reuniu as equipas dos 103 projectos aprovados para a 7.ª Geração Escolhas, contou ainda com a presença do Alto-comissário para as Migrações e Coordenador Nacional do Programa Escolhas, Pedro Calado.
Os projectos aprovados, financiados para o biénio 2019-2020, distribuem-se por 17 distritos de Portugal Con­­tinental, (30 dos quais no Norte) e pelas 2 Regiões Autónomas.



Concurso de Ideias Escolas Empreendedoras IN.AVE 2019

No Salão Nobre da Câmara Municipal de Vieira do Minho teve lugar, na manhã do primeiro de Abril, uma sessão para apresentar 4 projectos no âmbito do Con­­­curso de Ideias das Escolas Empreendedoras, pro­movido pela Comunidade Intermunicipal do Ave: “Apadrinha um Idoso”, “Em­pre­go na Hora”, “Teleido­sos” e  “Vieira Sã”. O ven­ce­­dor do concurso foi o pro­je­cto “Vi­ei­ra Sã” -delivering good food, tendo alcançado o “Apadrinha um Idoso” que ficou em 2º lugar.


Universidade Sénior no 8.º aniversário

A Universidade Sénior de Vi­eira do Minho assinalou, em 30 de Março, o seu oita­vo ano de existência num ambiente de festa e muita animação.
O aniversário, que reuniu todos os alunos e professores desta já “grande família” vieirense, terminou com a celebração da Euca­ris­­tia, na igreja paroquial de Vieira do Minho, que foi um momento de acção de graças pelos oito anos de vida e actividade deste grupo e, também de recordação dos ex-alunos já falecidos. Foi uma tarde de música e muita animação, onde reinou a boa disposição e a confra­ter­nização.  A funcionar na Casa Museu Adelino Ângelo a Universidade Sénior de Vieira do Minho é um proje­cto do Município vieiren­se, que pretende ser escola de aprendizagem, mas so­bre­tudo de convívio e so­cia­lização. Para muitos, não vai além de uma actividade de OTL, Ocupação dos Tem­pos Livres, para outros é um incentivo para aprender mais. É, também uma for­ma de combater a solidão e o isolamento e pro­mo­­ver a troca de experiências. Este projeto conta com mais de 100 alunos, uma dú­zia de disciplinas, leccio­na­das voluntariamente e pensadas de acordo com as necessidades, gostos e apetências dos seniores.



Vieira do Minho adere à Campanha Laço Azul para prevenir os maus tratos na infância

Abril é o mês em que se assinala a “Prevenção dos Maus Tratos na Infância” e o Município de Vieira do Minho, em conjunto com a CPCJ e o Agrupamento de Escolas, associaram-se para sensibilizar a po­pu­­lação em geral sobre es­ta problemática.
No dia 3 de Abril no Salão Nobre da Câmara Municipal foi apresentado um conjunto de actividades, wor­ks­hops e outras iniciativas no âmbito da campanha “La­ço Azul” que decorrerão durante este mês e culmi­na­rão com a realização de uma caminhada no centro da Vila e a construção do la­­ço humano na Praça Guilherme Abreu.


Caminhadas na Serra

Sessenta “caminheiros” participaram na primeira caminhada do ano, proposta pelo Município de Vieira do Minho, e realizada na manhã de domingo, dia 20 de Março.
Tal como JV havia anunciado, o percurso “trilhado” foi o da Senhora da Lapa ao Cas­tro de Anissó, num trajeto circular de 11 km e uma duração de 3 horas, onde de­zenas de participantes estiveram em contacto directo com a natureza e puderam vis­­lumbrar a icónica capela da Senhora da Lapa, parte do património religioso do con­celho, e desfrutar de paisagens deslumbrantes como as do horizonte da albufeira do Ermal ou do castro de Anissó.


Plano Operacional Municipal contra incêndios aprovado

No âmbito do Plano de Defesa da Floresta Contra In­cên­dios (DFCI) o Município de Vieira do Minho aprovou o seu próprio DFCI para este “novo ano da época de incêndios”. O plano elaborado pelo Gabinete Técnico Flo­res­tal visa, essencialmente, a recolha e levantamento da máxima informação disponível, no que diz respeito aos meios envolvidos diretamente na Defesa da Floresta Contra Incêndios. O Plano Operacional Municipal defi­ne, ainda, a estratégia de prevenção e combate dos inc­ên­dios florestais e regula a articulação entre entidades e organismos municipais e distritais.
A reunião teve ainda como objetivo a Emissão de pare­ceres sobre a pretensão de construção de novos edifícios fora das áreas edificadas consolidadas, em áreas clas­si­ficadas na cartografia de perigosidade de incêndio rural definida no Plano Municipal de Defesa da Floresta con­tra Incêndios (PMDFCI).


Executivo reúne com presidentes de Junta de Freguesias

A habitual reunião mensal do Executivo Vieirense com os presidentes de junta do concelho ocorreu em 13 de Março e nela foram abordados assuntos de interesse para o Município de Vieira do Minho.
No início do encontro o presidente da Câmara Municipal, António Cardoso, fez o balanço das atividades realizadas, tais como as da Feira do Fumeiro e do Rali de Vieira do Minho. A reunião serviu também para apresentar o Plano de Despoluição e Reabi­litação da Bacia Hidrográfica do Ave prevista para bre­ve. Quanto a “queimas e queimadas”, António Cardoso informou os autarcas sobre a existência de uma plataforma on­de devem ser comunicadas estas acções, bem como das sessões de esclarecimento da Guarda Nacional Repu­bli­cana e da Proteção Civil que estão a ser realizadas em to­das as Juntas de Freguesia. À discussão voltou novamente o tema da transferência de competências para os Mu­ni­cí­pios, desta feita, no que toca às questões de saúde, educação, cultura, proteção animal e segurança alimentar.


Simulacro de incêndio no edifício dos Paços do Concelho

No dia 15 de Março, Dia da Proteção Civil, a Câmara Municipal de Vieira do Mi­nho comemorou-o com um simu­lacro de incêndio no edifício dos Paços do Con­celho. Este “exercício” te­ve por objectivo testar a eficácia do Plano de Segurança Interno do edifício, dar cumprimento às disposições regulamentares aplicáveis em vigor e testar a efi­ciência da intervenção das entidades de socorro externas.