50 Anos Jornal de Vieira  1972 - 2022

Do Cávado ao Ave

PINHEIRO

Obras de requalificação do espaço Senhora da Orada

O espaço envolvente do adro e capela da Senhora Orada, nesta freguesia, foi objeto de obras de melhora­mento e requalificação, bem como dotado de novas instalações sanitárias.
Subsidiados pela autarquia, os melhoramentos, inaugurados no último dia do ano transacto, contaram com a presença do presidente da Câmara Municipal de Vieira do Minho, António Cardoso, presidente da Junta de Pinheiro, Jo­sé Lopes, e da Comissão de Festas para o triénio 2020/2022, com a presença do pároco desta pa­ró­quia, Pe. Albano Costa, que procedeu à benção das mesmas, marcadas pelo entusiasmo da população local, que em grande núme­ro acorreu ao evento.
Ler mais


EIRA VEDRA

Encontro de Coros

No salão paroquial de S. Paio de Eira Vedra decorreu, na noite do dia 30 de Dezembro, um Encontro de Coros cujo objetivo foi apro­vei­tar a oitava do Natal para apresentar às comunidades locais o trabalho artístico dos diversos coros litúrgicos existentes do concelho de Vieira do Minho e Póvoa de Lanhoso.
Ler mais


COVA

Santo Amaro

A paróquia de S. João da Cova realizou hoje, dia 15 de Janeiro a sua tradicional romaria em honra de Santo Amaro que se venera no lu­gar de Faldrém, desta fre­guesia, sobranceiro à al­bufeira de Caniçada e de­fronte aos contrafortes da serra do Gerês.
Ler mais


GUILHOFREI

Convívio na ACR de Guilhofrei

A Associação Cultural e Recreativa de Guilhofrei promoveu, em 28 de Dezembro, o habitual conví­vio anual com sócios, sim­patizantes e direção do Clube que representa as cores da freguesia na divisão de honra da As­so­ciação de Futebol de Braga.
Tratou-se de uma noite de confraternização que promoveu o companhei­rismo e o desporto, onde tam­bém marcaram pre­sen­ça o Executivo da Junta de Freguesia de Gui­lhofrei e o presidente da Câmara Municipal, António Cardoso.
Ler mais


VILAR CHÃO

Concerto de Natal

No passado dia 23 de Dezembro decorreu o concerto de Natal, em Vilarchão, que anualmente a Câmara Municipal tem protocolado com a Sociedade Filarmónica, onde marcaram presença autarcas, titulares dos órgãos sociais da Associação, o pároco da freguesia e outros convidados.
Ler mais


TABUAÇAS

Festejou seu patrono

Em 08 de Janeiro, que este ano foi Domingo e solenidade da Epifania, vulgarmente conhecida como Dia de Reis, a comunidade paroquial de S. Julião de Tabuaças festejou o seu pa­droeiro e cumpriu as de­terminações diocesanas referentes ao Lausperene.
Assim, antecedendo a ce­lebração da Eucaristia, pe­las 15,00h, na Igreja Ma­triz da paróquia, logo pe­la manhã, deu-se início à adoração do Santíssimo com a abertura do Sagrado Lausperene.
Ler mais


MOSTEIRO

Homenagem à minha mana

Deus chamou-te! Chegou a tua hora de ires para junto d`Ele. A dor da separação é forte, mas sabemos que o teu sofrimento nesta vida acabou. Agora gozas de tranquilidade e de paz. Deixamos de ver a tua presença física, mas a tua imagem permanecerá sempre nos nossos corações. A tua beleza e aqueles olhos bonitos cheios de amor e ternura que transmitiam luz nas nossas vidas! Foste uma filha e uma irmã amorosa, uma esposa submissa e uma mãe exemplar.
Ler mais


ANJOS

Santa Luzia

A paróquia de Santa Maria dos Anjos que nos séculos XIII-XIV se chamava Santa Maria dos Ladrões, (e terá passado depois para Santa Maria dos Diabos), sabe-se lá porquê, e que gra­ças ao arcebispo de Bra­ga Frei Bartolomeu dos Már­tires, passou a ser “dos Anjos”, celebrou a grande romaria de Santa Luzia no dia 13 de Dezembro.
Ler mais


PARADA DE BOURO

Assembleia aprova orçamento de cerca de 75 mil euros

Para o ano de 2023, a Junta de Freguesia de Pa­ra­da de Bouro terá um or­çamento de 74.992 euros. Este orçamento foi apro­vado na reunião extraordi­nária de Assembleia de Freguesia, realizada na noite de 27 de Dezembro, com a abstenção dos três membros “Unidos Por Para­da”. Refira-se que 26 por cento do montante global destina-se a despesas com o pessoal. No que toca ao investimento, o grande en­foque será na pavimenta­ção e reparação de ruas na freguesia que tem uma verba prevista de cerca de 34 mil euros e outros 5 mil euros para a “conservação e beneficiação do cemité­rio”. Quanto à receita, a maior fatia do bolo, vem do Estado através do Fundo de Financiamento das Freguesias, da Lei 73/2013 e Transferência de Compe­tências, enquanto do Muni­cípio são esperados 5 mil euros e da “concessão de sepulturas” 800 euros.
Ler mais


RUIVÃES

O mar e os rios

Na minha infância em Ruivães (década de cinquenta do século passado), ouvir falar do mar nada nos dizia. Nascíamos e crescíamos sem nos distanciarmos muito da aldeia, e depois, não havia ainda televisão, livros ou revistas para nos dar uma ideia de como era esse mistério. Mesmo entre os adultos e até idosos, quantos coitados morreram sem o conhecer. Ainda recentemente o cantor José Cid caiu na empatia dos transmontanos, quando afirmou que “em Trás-os-Montes ainda se organizam excursões para irem ver o mar”. Uma saída infeliz, mas…
Ler mais