Do Cávado ao Ave

CANIÇADA

Mordomo da Cruz

No seguimento de uma tradição centenária, o pároco desta freguesia apresentou no final da missa dominical do dia dois de Fevereiro o novo Mordomo da Cruz Paroquial para o ano 2020.
As normas vigentes nesta freguesia mandam que o Mordomo da Páscoa ou tam­bém denominado Juiz da Cruz, seja nomeado pelo pároco até ao dia 20 de Janeiro, de entre os casados na igreja paroquial de Ca­ni­çada, residentes nesta fre­guesia e numa sucessão cro­nológica. Noutras fre­gue­sias deste arciprestado o pároco fica à espera que alguém se ofereça para este serviço ou contrata algum sa­cristão para o serviço da igre­ja ou arranja um ou vários grupos para em seu no­me visitarem as casas em dia de Páscoa, dando a cruz a beijar e recebendo o folar.
Ler mais


SOENGAS

Religião e falta de fé

Vai-se notando que todos os Domingos nesta comunidade paroquial de São Mar­tinho, na Eucaristia dominical as pessoas vão diminuindo, umas são idosas, outras por preguiça e outras por outros motivos.
Ler mais


PARADA DE BOURO

Ensaios no descarregador de cheias complementar da Caniçada

No dia 10 de Fevereiro realizaram-se ensaios no descarregador de cheias complementar da Barragem da Caniçada.
A EDP já tinha realizado testes dois meses antes mas, por imposição legal, são obri­gados a fazer mais um conjunto de ensaios com a presença da APA (Agência Portuguesa do Ambiente). Com os técnicos das duas ins­tituições presentes no pa­redão da barragem e de mui­tos curiosos que não qui­seram perder o espectáculo parecido com as Cataratas do Niágara.
Ler mais


PINHEIRO

Falecimento de Araci Morais da Mota

Na vila de Vieira, onde vivia há muitos anos, faleceu, aos 76, Araci Morais da Mo­ta, penúltima geração da Ca­sa da Corga, de onde saiu o primeiro presidente da Câmara de Vieira do Minho, casa tradicional das muitas desta freguesia.
A Ci da Corga, como era co­nhecida, era uma amiga des­de os bancos da escola e catequese, e o seu bairrismo por Pinheiro era bem notório. Lutadora incansável, fez sempre do trabalho o seu des­­porto e lazer preferidos.
Ler mais


COVA

Festa de Santo Amaro

A zona pastoral da Ribeira Cávado assinalou o dia 15 de Janeiro com a tradicional festa em honra de Santo Amaro.
O programa religioso cons­tou da Eucaristia cele­bra­da às nove horas, confissões e, às onze, missa da fes­ta, seguida de procissão.
A primeira missa foi pre­si­­dida pelo Padre Alme­rin­do, natural da terra e ar­ci­preste de Terras de Bouro. Seguiu-se o sacramento da re­­conciliação, com três pres­bíteros. Às onze começou a Missa da festa, a li­tur­gia foi animada pela Ban­da de Vieira do Minho. Presidiu à Missa o arcipreste de Vi­eira do Minho, Albano Cos­ta e foi pregador o co­nhe­­­­cido sacerdote jesuíta, Pa­dre Doutor Costa Pinto.
Ler mais


ANISSÓ/SOUTELO

Melhoramentos nas duas freguesias

A Junta de União de Freguesias congratula-se com os melhoramentos realizados até aqui que mereceu a colaboração e apoio da Câmara Municipal. Assim, foram feitas limpezas em todas as ruas e valetas de Anis­­só ao promenor, ficando as duas freguesias muito bonitas e bem cuidadas, com o reforço de luminárias leds públicas, tanto em Anissó como em Soutelo. Estas duas Freguesias foram as primeiras do concelho a ser contempladas, sen­do as luminárias todas substituídas. Finalmente os fontanários públicos de Anissó voltam a ter água.
Ler mais


LOUREDO

Aniversário dos “Passarinhos da Ribeira”

O rancho folclórico Passarinhos da Ribeira festejou o seu 40º Aniversário no passado dia nove de Fevereiro e prestou condigna home­na­gem ao seu fundador, Ca­si­miro Fernandes, no dia em que entregou a direcção do grupo folclórico a Antó­nio Matos.
A festa decorreu no adro e na capela da Senhora de Fá­­­tima em Louredo, porque foi ali que este Rancho Fol­cló­­rico nasceu, cresceu e fes­­­tejou, há 15 anos, as suas bo­das de prata.
Ler mais


MOSTEIRO

O meu testemunho

O Zé do Rissondo, meu ir­­mão, já não está entre nós, partiu para junto de Deus no dia 4 de Fevereiro com 68 anos de idade. Tendo si­do hospitalizado devido a di­ficuldades respiratórias, e quando já estava a ficar recuperado, foi atingido pela “bactéria hospitalar” que lhe tirou a vida. Aos vinte anos de idade desplotou nele a esquizofrenia.
Ler mais


RUIVÃES

Moinhos de água

Na Freguesia de Ruivães existem alguns moinhos que outrora eram o expoente máximo da sobrevivência da comunidade e do patri­mó­nio cultural da região.
Movidos a água proveniente dos rios e riachos do Ave que caudalosamente em Ruivães tomam o nome de Saltadoiro e também as conhecidas levadas que eram encaminhadas para os diversos campos, so­bran­tes, iam engrossar as águas que faziam moer estas casinhas com vida.
Ler mais


ROSSAS

Incentivo à natalidade

No edifício da Junta de Fre­guesia, decorreu, ainda na quadra natalícia de 2019, a entrega de mais seis subsídios no âmbito do Programa de Incentivo à Na­­­talida­de, denominado “ROSSAS NASCER”.
Ler mais