Do Cávado ao Ave

SALAMONDE

Executivo Vieirense visita freguesia

O programa de visitas do Exe­cutivo Municipal às fre­gue­sias do concelho de Vi­ei­ra do Minho prosseguiu em 26 de Abril, com a des­lo­cação a esta freguesia.
O encontro habitual inici­ou-se com almoço de tra­ba­­­­lho que juntou à mesma mesa o Executivo Municipal e os elementos da Junta de freguesia desta locali­dade.
Depois do almoço realizou-se a visita pela freguesia com o contacto com os mu­nícipes a identificar as ne­­­cessidades prementes a ní­vel de investimento e obras a realizar, a curto e mé­­­­dio prazo. Especial des­ta­­­que tiveram o alargamento do Cemitério, a construção de muro e pavimentação na Rua da Alamela e cons­trução de Piscina e re­quali­fi­ca­­ção da zona envol­vente. Para além destas obras, o executivo Municipal vai tam­­­bém conceder às Asso­cia­ções locais subsídios pa­ra a prossecução das suas acti­vidades.


ROSSAS

Actividades da autarquia

A Junta desta Freguesia, com o apoio da Câmara Municipal, procedeu ao arranjo do muro de suporte, na Rua da Ferradeira, uma obra há muito reclamada pelos mora­do­res, tendo em conta que o muro tinha caído há vários anos, impossibilitando o acesso automóvel a algumas habitações da localidade. Também procedeu à coloca­ção de uma grelha (foto) para desvio das águas pluviais no início da Rua da Coutada, evitando a sua concentração na Travessa do Pombal.
A limpeza, em profundidade, das valetas dos caminhos e artérias desta vila, foi uma das prioridades desta autarquia, em­bo­ra a tarefa não seja fácil, dada a extensão dos mesmos. As últimas a serem in­tervencionadas foram as da rua do Politeiro em Agra, desde o cemitério até à Ponte.


MOSTEIRO

Inauguração da Associação C. e Recreativa

A inauguração da nova se­de da Associação Cultural e Recreativa de Riolon­go teve lugar na tarde de 29 de Abril e contou com a presença do presidente da Câ­mara Municipal, da Junta do Mosteiro, dos dirigentes daquela colectividade e representantes da população local.
Após o descerramento da placa alusiva ao evento, o pre­sidente da Câmara, An­tó­nio Cardoso, inteirou-se de alguns projectos da As­so­ciação, deu os parabéns à colectividade pelas activi­da­des desenvolvidas e pelo envolvimento da freguesia no projecto associativo, sa­li­­entando ainda que “as as­so­ciações, tal como as Juntas de Freguesia, são “par­cei­­ros fundamentais” do Mu­­nicípio para o desenvol­vi­mento do concelho”.


CANIÇADA

“Mil gramas de sabor”

“Mil gramas de sabor tu­do feito com amor”. A ideia não será original, mas pe­ran­te a decoração das novas instalações e o jantar da inauguração, o “Restau­ran­te de Caniçada” promete um serviço de qualidade, personalizado e com um sa­bor que pode fazer a diferença na gastronomia da região.
A nova gerência, “Jacinto Car­valho Ferreira” vinda de Val­­dozende, que há muito so­nhava voltar à restauração, encontrou em Caniça­da um local convidativo. Re­novou totalmente as instala­ções e promete cativar os cli­entes com ementa tradicional portuguesa, de carnes certificadas, (cabrito, leitão, barrosã e picanha) e peixe fresco, confeccionada em fornos a lenha.


GUILHOFREI

Executivo visita freguesia

O contacto com as popu­la­ções e o trabalho em parceria com as Juntas de Freguesia continua a justificar as visitas de trabalho do exe­cutivo municipal por to­do o concelho.
A três de Maio o staf do edil vieirense, António Car­do­so, deslocou-se a esta fre­guesia para identificar e avaliar as prioridades das obras em curso e a realizar.


PINHEIRO

Ainda os postes da EDP

Chamados a atenção (por alguém mais atento) de que a notícia da última edição de JV “incúria” da EDP sobre um poste de rede elé­ctri­­ca “partido há cerca de 5 anos” não correspondia to­talmente à verdade, uma vez que já teria sido substituído e que o actual, nas mesmas condições, teria si­do originado por outro acidente, no mesmo local. Em abono da verdade rectificamos a notícia, sem desculpar a EDP que deixou durante tanto tempo, no espaço de 1Km, junto à estrada municipal, dois postes parti­dos, pondo em causa a se­gu­rança das pessoas, para não falar de tantos outros de­saprumados, desalinhados, com os cabos a bam­boar, dando a imagem de um país do terceiro mundo.


SOUTELO

Dia da Mãe

Também esta paróquia, apesar de pequena e a sofrer as consequências do en­velhecimento, não quis deixar passar despercebido o dia da mãe. A cerimónia te­ve lugar na Eucaristia dominical com a reflexão feita pelo pároco. No momento da homilia enalteceu o valor e a responsabilidade que as mães têm no campo da educação de seus filhos e no crescimento harmonioso que estes merecem.
Antes da despedida foi lida pela pequena Rosalina um poema alusivo ao ato e entregue a cada mãe uma estampa a recordar o dia que lhes é consagrado.


CANTELÃES

Peregrinação à Senhora da Fé

A peregrinação arcipres­tal à Senhora da Fé realiza-se a 27 de Maio com pre­­­pa­ra­ção dos peregrinos nos dias 23 a 25 com pre­ga­ção da Palavra de Deus na igreja paroquial de Can­telães, às 18H00. Nesta igreja haverá confissões às 10,30h do dia 26 de Maio e pe­las 20h Eucaristia com ho­­me­na­­gem ao Padre José Mota, se­guida de procissão de velas para a igreja de Vi­ei­ra do Minho. A peregrinação sairá da igreja de Vieira às 09,30, pre­­­­vendo-se a che­ga­­da à Cruz Alta pelas 11,00h onde será celebrada a Eucaristia dominical. Após a mesma, se­rá a procissão com o Sa­n­­to Lenho até à ca­pela da Sr.ª da Fé onde terá lu­gar “o descerra­mento de me­­­morial em ho­me­na­gem ao Padre José Mota”.


GUILHOFREI

Assembleia de Freguesia

A Assembleia de Freguesia de Guilhofrei reuniu em sessão ordinária no passado dia 14 de Abril, pelas 21:30, na sede da Junta de Freguesia. Da agenda, depois da leitura da acta, aprovada por maioria, com uma abstenção da oposição, constava a prestação do plano contas 2017 e sua votação. O saldo de gerência anterior, apresentado e divulgado publicamente, foi de 2.465,38 €, sendo apresentado e divulgado também o saldo para a gerência seguinte que é de 1.530,29 €. Submetido à votação, foi aprovado por maioria e duas abstenções. O 3º ponto da agenda da Assembleia “rectificação orçamental”, foi igualmente aprovado por maioria com duas abstenções. Sobre as “Actividades da Junta”, o seu presidente, Fernando Castro, referiu a organização do passeio a Fátima; a realização de convívios/almoços para a população mais idosa e carente, nomeadamente no jantar de Natal; a realização de várias obras e alcatroamento; as limpezas no caminho do Merouço, aquedutos e valetas; procedeu-se ao corte de árvores na praia fluvial dos Carvalhos e borda circundante da mesma; trataram de saber quais os consortes a fim de chegar a acordo para melhoramento da poça do Contínuo; arranjaram a mina na Rua de São Tiago de Guilhofrei; tiveram colaboração com a Câmara Municipal de Vieira do Minho, no novo recreio e balizas no campo de desporto na escola primária de Guilhofrei que já há muito estavam prometidas pelo executivo da Junta e que finalmente conseguiram realizar, para bem-estar e interesse das nossas crianças; a estrada 205 ao quilómetro 62 estava obstruída, a Junta interveio rapidamente em solução da mesma. Concluiu informando que vão fazer a limpeza de valetas, pelo menos de 2 em 2 anos. Sobre o último ponto agendado “assuntos de interesse para a freguesia” um membro da oposição salientou a falta de mesas nas reuniões tendo-se comprometido o presidente da Junta com uma solução imediata.


RUIVÃES

A Páscoa na minha aldeia

Em Ruivães e nas aldeias da freguesia, o Compasso Pascal continua a ser vivido com o mesmo fervor de sempre. Páscoa significa a ressurreição de Cristo e a redenção do Homem.
A Quaresma tende a ser tempo de contenção, seguindo-se, para muitos, as regras do jejum e da abstinência. Tudo é mais sentido na Semana Santa, ou «Semana Maior», que é a última da Quaresma, onde o rigor do calendário litúrgico e das regras de recolhimento são acatadas com respeito.
Mas tudo muda no Sábado de Aleluia, quando os sinos repicam, sinalizando a alegria pela ressurreição do Salvador. No Domingo de Páscoa ou 2.ª feira, como é o caso da Aldeia de Espindo, as pessoas vestem as roupas domingueiras para ir à missa e no final receber em suas casas o Compasso Pascal.
A Páscoa é uma das alturas do ano em que as aldeias se enchem de gente, ao acolherem os naturais que andam em diáspora e que ali revêm as famílias e revivem as tradições.