Igreja

A nossa sociedade e a nossa cultura estão a dar sinais de “envelhecimento espiritual”

Afirmou o Cardeal D. António Marto

O bispo de Leiria-Fátima, Cardeal D. António Marto afir­mou, na peregrinação diocesana ao Santuário de Fátima, que o mundo e a cul­tura “estão a dar sinais de envelhecimento espiritual” e têm “imensa necessidade” de “esperança de renovação”.
“O nosso mundo, a nossa sociedade e a nossa cul­tu­ra estão a dar sinais de envelhecimento espiritual. Têm imensa necessidade desta esperança de reno­va­ção”, afirmou o Cardeal na homilia da Missa de Domingo Vº da Quaresma.



«Cristo vive e quer-te vivo»

A Exortação Apostólica Pós-Sinodal, prometida pelo Pa­pa Francisco após a conclusão do Sínodo dos Jovens, do final do Verão, foi apresentada na Solenidade da Anunciação do Senhor, a 25 de Março.
Já nos habituamos a expetativas desmedidas sempre que se fala ou divulga uma intervenção do Santo Padre. Como noutros documentos e opiniões, Francisco esclare­ce logo na introdução ser uma “carta que recorda algumas convicções da nossa fé e ao mesmo tempo encoraja a crescer na santidade e no compromisso em prol da própria vocação”. Não sugerirá nenhuma revolução.
Sendo estes os objetivos, o Papa não se dirige exclusi­vamente aos jovens que se encontram entre a adolescência e a idade adulta pois dedica esta exortação “aos Jo­vens e a todo o Povo de Deus”.


Chistus Vivit

Exortação Apostólica Pós-Sinodal

Um ano depois da publicação de Gaudete et Exultate sobre a chamada à santidade no mundo actual, o Papa Fran­cisco acaba de publicar a Exortação pós-sinodal Chis­tus Vivit (Cristo Vive) dirigida aos Jovens e a todo o Povo de Deus.
“Cristo, nossa esperança, está vivo e é a mais formosa juventude deste mundo. Tudo aquilo que Ele toca torna-se jovem, faz-se novo, enche-se de vida. Então, as primei­ras palavras que quero dirigir a cada um dos jovens cris­tãos são: Ele vive e quer-te vivo!” (n.º1)


Concurso/exposição de fotografia Semana Santa em Braga

A Comissão da Semana Santa de Braga, presidida pelo Cónego Avelino Amorim anunciou a abertura da 11ª Edição do Concurso de Fotografia subordinado ao tema “A Semana Santa de Braga”.
O Concurso, sempre aguardado com grande expecta­ti­­­va, tem vindo a assumir um papel incontornável na programação cultural da Semana Santa de Braga e que visa atrair os amantes da fotografia para o tema, bem como es­­timular e difundir a criatividade na arte da fotografia num concurso com prémios aliciantes: 1º Prémio: Canon (EOS M50 BLK (no valor de 749€) ; 2º Prémio (Canon EOS 2000D 18-55 (no valor de 479€); 3º Prémio Po­werShot G9 X Black Pack (no valor de 449€). Estes pré­mios incluem ainda uma assinatura digital anual do Diário do Minho.Todas as Menções Honrosas recebem, também, uma assinatura digital anual do Diário do Minho (no valor de 60€).


“As Sete e Últimas Palavras de Cristo na Cruz”

Em Domingo de Ramos, a Basílica dos Congregados é o local escolhido pa­ra apresentar “As Sete e Úl­timas Palavras de Cristo na Cruz” - um momento espiritual e ar­tístico que com­ple­mentou a vivência da Caminhada Quaresmal, co­mo tem­po de reflexão e prepa­ra­ção dos crentes para ce­le­brar a Páscoa.


Da mensagem do Papa Francisco para a Quaresma

Conversão e redenção da criação

O texto da Mensagem do Pa­pa Francisco para a Quaresma de 2019 tem por título: “A criação encontra-se em expectativa ansiosa, aguardando a revelação dos filhos de Deus”, Ro. 8,19, uma proposta de reflexão para acompanhar o caminho de conversão neste tempo quaresmal.
“Queridos irmãos e irmãs, a ‘quaresma’ do Fi­lho de Deus consistiu em entrar no deserto da criação para fa­zê-la voltar a ser aquele jardim da comunhão com Deus. Que a nossa Qua­resma seja percorrer o mesmo caminho, pa­ra levar a esperança de Cristo também à cria­ção. “
“Quando não vi­vemos como fi­lhos de Deus, muitas vezes adotamos comportamentos des­truidores do próximo e das outras criaturas - mas também de nós próprios -, con­siderando, de forma mais ou menos consciente, que podemos usá-los como bem nos apraz”, escreve Francisco, no texto divulgado pelo Vaticano.


A primeira homilia do Papa em Santa Marta há seis anos

Foi uma das fotografias icónicas daquele Março de 2013: dia 22, nove dias após a eleição e três dias após a celebração de início de pontificado, o Papa Francisco celebrou missa com os jardineiros e empregados da recolha do lixo do Vaticano; no final da missa, enquanto alguns dos funcionários do Estado pontifício permaneciam nos bancos, Francisco sentou-se atrás, num momento de oração. O lugar, no entanto, era inusitado para a época: o então novo Papa passara a residir na Casa de Santa Marta, alojamento temporário para pessoas que vão trabalhar por algum tempo na Santa Sé, e decidira celebrar diariamente a missa com fiéis. A iniciativa iria tor­nar-se uma das marcas do pontificado, com a homilia matinal do Papa a ser, muitas vezes, tema de notícia a partir das leituras bíblicas de cada dia e da reflexão de Francisco sobre elas.
“Nós somos os invisíveis”, disse na altura Luciano Cec­chetti, responsável pela jardinagem e limpeza, num momento agora recordado pelo Vatican News.


Seminário Maior em avaliação

Os bispos das dioceses que têm alunos de Teologia no Seminário Maior Inter-diocesano de Braga, no antigo Seminário Conciliar da rua Sta. Margarida, reuniram em 19 de Março, no dia de S. José, para celebrarem o seu pa­trono e avaliarem o percurso dos alunos que ali estudam há cinco anos. No final da reunião, D. Manuel Felício, bispo da Guarda, responsável este ano pela formação dos se­mi­naristas, adiantou que “o trabalho de formação ali rea­li­zado pela equipa formadora, tem sido “muito posi­tivo”.


Clero vieirense reúne em Anissó

Com a oração de Laudes, celebrada na recém-re­cons­truída igreja paroquial de Nossa Senhora da Esperança, em Anissó, os sacerdotes do arciprestado de Vieira do Minho iniciaram a sua habitual palestra mensal, utilizando, pela primeira vez, a APP I-breviary ou Breviário dos seus smartphones ou tabletes. Iniciado com a oração, o encontro terminaria também com uma oração partilhada, após uma leitura espiritual sobre a mensagem do Papa Francisco para a Quaresma.