Diversos

Em permanente missão

          
Em permanente missão

Observando como nos comportamos como “povo de Deus”, temos de concluir que a Exortação Apostólica Evangelii Gaudium, do Papa Francisco, publicada no início do seu pontificado, não mereceu da parte dos fieis, nem tão pouco da parte dos agentes de pastoral, a atenção, o estudo que o Santo Padre desejaria.
O Papa Francisco foi claro ao apresentar o documento como base para um caminho de conversão pastoral e missionária. Ao convidar-nos a assumir um «estado de permanente missão» EG,25 lançou as bases do que devia ser o nosso modo de ser povo de Deus.


Que testemunho damos de “sacerdócio real”, assumido pelo batismo? Ou, se quisermos, de santidade de vida, porque temos a obrigação de ser “nação santa”, isto é povo (unido, vivendo ...

A sua assinatura expirou, ou não está autenticado com o seu login e password!
Clique para escolher uma assinatura; ou no caso de já ter uma assinatura por favor autentique-se com o seu login e password.


Comentários

Comentar esta notícia

Nome

Email

Comentário


Verificação de palavras
Escreva os caracteres que vê abaixo
XK9TT


    

Ainda ninguém comentou esta notícia!