Diversos

BRAVAL passará a empresa intermunicipal

          
BRAVAL passará a empresa intermunicipal

Por imperativo legal, a BRAVAL vai passar, em 9 de Abril de 2020, de empresa multimunicipal a intermunicipal. A no­tí­cia foi dada em conferência de imprensa realizada em 8 de Março pelo presidente do Conselho de Administração, Rui Mo­rais que esclareceu as exigências legais do sector que “motivaram a necessidade de transformar a BRAVAL em empresa in­ter­municipal participada por todos os municípios que fazem parte da actual estrutura accionista”.
A medida resulta das recentes alterações de natureza ju­­rídica e, com o término da concessão do actual sistema, a empresa de valorização e tratamento de resíduos sólidos que opera em seis concelhos no Baixo Cávado, Braga, Amares, Póvoa de Lanhoso, Terras de Bouro, Vieira do Mi­­-nho e Vila Verde, assume a designação de empresa in­ter­-municipal, deixando a concessão de sistema multi-municipal. Segundo Rui Morais, a assunção da nova responsabilida­de por parte das Autarquias dos seis concelhos afigura-se como “um processo de normalidade e de continuidade, associado à necessidade de se desenvolver uma nova natureza societária para a BRAVAL”.


Para Ricardo Rio, que lamenta que não tenha sido possível prolongar a concessão do contrato, com o fim previsto para 9 de Outubro de 2021, apesar do Conselho de Administração “ter tentado até ao limite”, esta mudança não afectará munícipios nem trabalhadores”.
Criada em Outubro de 1996, actualmente a BRAVAL - Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, S.A. constitui-se num sistema multimunicipal de triagem, recolha selec-tiva, valorização e tratamento de resíduos sólidos urbanos, sendo constituída por participações das seguintes entidades: 4,2% do Município de Póvoa de Lanhoso; 5,7% do Município de Vieira do Minho; 5% do Município de Vila Ver-de; 3,7% do Município de Amares; 2,4% do Município de Ter­ras de Bouro e 79,00% da AGERE – Empre­sa de Águas, efluentes e Resíduos de Braga, empresa municipal detida a 51% pelo Município de Braga e a 49% por capital privado. Desde a sua constituição, a BRAVAL passou a abranger uma população de cerca de 300 mil habitantes, produ­zin­do actualmente mais de 120 mil toneladas por ano de resíduos, assentando nos principais objectivos de recuperação ambiental, construção de infra-estruturas para tratamento de resíduos sólidos e recolha selectiva com a implementação de ecopontos.
2019-03-13


Comentários

  Comentar artigo

Nome

Email

Comentário