Diversos

O requiem da Caniçada

          
O requiem da Caniçada

Cynthia Silva, natural de Amares emigrante em França morreu em Agosto no Hos­pital de Braga, após um trá­gico acidente com uma mota de água na Albufeira da Ca­ni­­­­çada. Tinha 20 anos e um fu­turo inteiro pela frente, cu­jo desfecho merecia se­gu­ra­mente ter sido diferente.
Por razões menos graves, diversas albufeiras em Portugal, têm vindo a proibir a cir­cu­­lação deste tipo de embar­ca­ções nas suas águas, proibição esta que a Caniçada, in­felizmente, ainda não co­nhe­ceu, e onde se tem preferido des­curar o desmesurado cres­cimento de todo o género de motas e barcos de recreio.


Para agravar o problema, mui­­tas dessas embarcações cir­­culam sem sequer cumprir os requisitos mínimos impostos pelo Decreto-Lei n.º 26-A/2016 de 9 de Junho, cu­ja aplicação é es ...

A sua assinatura expirou, ou não está autenticado!
Escolha agora uma assinatura; ou se é assinante, autentique-se para ler artigo completo.

Comentários

  Comentar artigo

Nome

Email

Comentário