Diversos

A nova justificação para não ir à igreja

          
A nova justificação para não ir à igreja

“Não vou à igreja porque tenho medo do vírus!” Esta é a frase que mais ouvimos desde que recomeçaram as eucaristias com a presença de fiéis. Muitos fiéis desde meados de março, altura em que as missas comunitárias deixaram de ser celebradas por decisão da Conferência Episcopal Portuguesa, nunca mais entraram numa igreja, ou assistiram a uma missa, dando a justificação de que têm medo de serem infetados com o vírus. Por decisão da Conferência Episcopal Portuguesa, em consonância com a DGS, as igrejas reabriram ao culto comunitário no último fim de semana de maio, sendo que as missas e demais cerimónias religiosas regressaram com regras que visam a segurança dos participantes.


Diz a Conferência Episcopal, de forma coerente, que os idosos ou pessoas pertencentes a grupos de risco podem optar pelas missas semanais às dominicais por agregar menor número de ...

A sua assinatura expirou, ou não está autenticado!
Escolha agora uma assinatura; ou se é assinante, autentique-se para ler artigo completo.

Comentários

  Comentar artigo

Nome

Email

Comentário