Editorial

S. José patrono da Igreja

          

É muito difícil falar de S. José, esposo de Maria! Como os Evangelhos pouco nos relatam a seu respeito: apenas o necessário para compreendermos a sua personalidade e a forma como aceitou a sua vocação e cumpriu plenamente a sua missão, temos de nos situar no seu tempo e sobretudo escutar o que nos diz o coração. 
Ao desposar Maria seria um pouco mais velho, em plena juventude e não como muitos pintores e escultores o representaram, de avançada idade. Não devemos ofender o bom gosto da bela e jovem Maria. Pessoalmente, creio que o Espírito Santo, providenciou que a Vir­gem encontrasse junto de si e do Menino um homem perfeito, possuidor da beleza que não destoasse naquela Família onde Jesus cresceria em estatura e graça. 


S. Mateus, começou a redigir o Evangelho, com a apresentação da Genealogia de “Jesus Cristo, filho de David, filho de Abraão”, são três vezes 14 gerações que terminam com as seguin ...

A sua assinatura expirou, ou não está autenticado!
Escolha agora uma assinatura; ou se é assinante, autentique-se para ler artigo completo.

Comentários

  Comentar artigo

Nome

Email

Comentário