Igreja

Religiosa portuguesa há 70 anos no Vaticano

          
Religiosa portuguesa há 70 anos no Vaticano

O jornal L’Osservatore Romano, na sua edição de 3 de Dezembro, pág. 24, publicou a história da Irmã portuguesa Maria do Céu Pereira, nascida em 1929 no Norte de Portugal e que já conheceu e serviu sete Papas.
Para celebrar seus 90 anos, no dia 2 de Dezembro, ela participou da missa celebrada pelo Papa Francisco na capela da Casa Santa Marta.


A Irmã Maria do Céu Pereira tem muitas histórias para con­tar ao longo dos seus 90 anos de vida. Nasceu em Azevo, Portugal, em 2 de dezembro de 1929 e é membro da comunidade das Franciscanas missionárias de Maria, que por desejo do Papa Pio XI desempenham suas actividades dentro do Vaticano desde 1936. A freira portuguesa que conviveu com 7 Papas, revelou detalhes dessa convivência ao jornal L’Osservatore Romano. Quando Pio XII adoeceu, por exemplo, Ir. Maria do Céu cuidou de seus pertences pessoais. Já durante o Vaticano II, ia todas as manhãs à capela Paulina rezar pelo bom êxito do evento. A pedido de Paulo VI, assistiu durante anos, até a morte, o Cardeal Virgilio Noè.
“Sempre corri, será por isso que me sinto ainda jovem”, afirmou a freira, que durante esse serviço junto ao Vaticano trabalhou no Departamento filatélico, foi catequista na paróquia do Rosário e se ocupou da pastoral para a comunidade portuguesa em Roma, serviço que presta ainda hoje com grande entusiasmo.
“Mas a missão mais bela é rezar no silêncio pelo Papa e pela Igreja”, revelou. 
2019-12-27


Comentários

  Comentar artigo

Nome

Email

Comentário