Igreja

Mulheres do silêncio, do terço e das flores

          
Mulheres do silêncio, do terço e das flores

1. Vamos experimentando dia após dia, neste tempo de pandemia, os limites do nosso mundo desiderativo, projetual e instintivo. Por maior que seja, o nosso mundo (o mundo que sai de nós) é limitado! Temos limites, somos limites. Os so­nhos que alimentamos quebram, os projetos que dese­nha­­mos fracassam, os amigos que amamos morrem, as pon­tes por onde vamos caem!


2. A velha ponte Hintze Ribeiro, de Entre-os-Rios, caiu. O ca­lendário assinalava o dia 4 de Março de 2001. Cinquenta e nove pessoas morreram (cinquenta e três viajavam no fa­tí­di ...

A sua assinatura expirou, ou não está autenticado!
Escolha agora uma assinatura; ou se é assinante, autentique-se para ler artigo completo.

Comentários

  Comentar artigo

Nome

Email

Comentário