Opinião

BICADAS DO MEU APARO

Uns metem água, outros não

          
BICADAS DO MEU APARO

1- Tem sido noticia, de que o rio Tejo vai seco, que os prejuízos são enormes e há quem aponte à “seca” o fa­cto de pouco ter chovido, mas, e sobretudo, porque a Es­panha não atende à Convenção de Albufeira de 1998: deixar que o caudal combinado entre os dois países se cumpra. O caudal não corresponde ao compromisso assumido e, como o Tejo nasce na zona central de Espanha, a água do Tejo chega ao nosso país segundo a vontade dos espanhóis e, a Convenção entrou em côma: não há caudal d’água.
O Movimento próTejo, preocupado com o comportamento dos espanhóis sobre a quantidade de água a libertar, insiste e defende de que há absoluta necessidade da revisão da re­ferida Convenção, de forma que o país tenha a água a que tem direito e, mesmo pelo absoluto respeito que o percurso da água escolheu: passar por Portugal.


Como é evidente, tal estado de côma tem somente uma so­lução: negociar o caudal com gente séria e honrada. Nego­ciar com firmeza e não permitir malabarismos, que são o for­te dos n ...

A sua assinatura expirou, ou não está autenticado!
Escolha agora uma assinatura; ou se é assinante, autentique-se para ler artigo completo.

Comentários

  Comentar artigo

Nome

Email

Comentário