Opinião

Papel dourado

          
Papel dourado

A menina tinha apenas três anos, mas os tempos eram de crise. Aquele Natal não podia de forma alguma ser como os anteriores. Foi por isso que o pai se zangou seriamente quando descobriu que a criança tinha desperdiçado um rolo de papel de presente dourado para embrulhar uma caixi­nha que, depois, tinha ido colocar de­baixo da árvore de Natal.
Não havia muito dinheiro em casa naqueles dias, e o pai chegou mesmo a castigar a menina. Apesar disso, na manhã seguinte, ela levou o presente ao pai e disse: «Isto é para ti, Papá».


O pai encheu-se de vergonha, por ter tido aquela reacção. E beijou a filha. Mas voltou a “explodir” quando verificou que a caixa estava vazia.
Gritou com a filha, perdendo um p ...

A sua assinatura expirou, ou não está autenticado!
Escolha agora uma assinatura; ou se é assinante, autentique-se para ler artigo completo.

Comentários

  Comentar artigo

Nome

Email

Comentário